Esportes

Palmeiras entra em campo em horários alternativos no Brasileirão

CBF desmembrou as últimas quatro rodadas do primeiro turno do Campeonato Brasileiro e Verdão jogará até de terça-feira, sem poder contar com Weverton e Gabriel Menino

Palmeiras entra em campo em horários alternativos no Brasileirão

A CBF desmembrou nesta terça-feira (29), as últimas quatro rodadas do primeiro turno do Campeonato Brasileiro e o Palmeiras entrará em campo em horários alternativos.

A começar pela décima sexta rodada, quando enfrenta o Coritiba no Allianz Parque dia 13 de outubro, uma terça-feira, às 19h. O confronto acontece no mesmo dia em que Peru e Brasil se enfrentam pelas Eliminatórias, portanto Weverton e Gabriel Menino são desfalques certos para o compromisso.

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

No domingo, dia 18, o Verdão encara o Fortaleza, no Ceará, e a partida está marcada para as 20h30, fechando a décima a sétima rodada.

Na penúltima partida do turno do Brasileirão, o Palmeiras volta a atuar fora de casa e enfrenta o Atlético-GO, no dia 24 de outubro, sábado, às 21h.

O único jogo com horário e dia “normais” acontece no fechamento do primeiro turno, contra o Atlético-MG, marcado para domingo, primeiro de novembro, às 16h no Allianz Parque.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou
+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea