Esportes

Palmeiras destaca ‘noite infeliz’ no ataque e segurança da defesa

O Palmeiras venceu o Botafogo por 1 a 0 neste sábado, no Pacaembu, mas o discurso entre os jogadores parecia de um empate ou derrota. Isso porque o time teve muitas chances de marcar mais gols, mas falhou na finalização ou parou nas mãos do goleiro Diego Cavalieri. Ao final da partida, os jogadores destacaram as oportunidades perdidas, mas também ressaltaram a força defensiva.

“O time fez o que tinha para fazer. Fizemos uma partida muito segura atrás e criamos muitas oportunidades no ataque, mas não estávamos em uma noite feliz para colocar a bola para dentro”, disse Vitor Hugo. Seu companheiro de zaga, Luan, seguiu o discurso. “O importante é ganhar. Claro que queríamos vencer de mais, perdemos muitos gols, mas estamos felizes com a vitória e por não termos levado gols.”

Autor do gol da vitória, Thiago Santos festejou a boa atuação e a liberdade dada pelo técnico Mano Menezes. “Fico feliz por ter feito o gol e venho trabalhando bastante para isso. O Mano me deu liberdade para chegar na frente e consegui ajudar o time com isso”, disse o volante, que brincou sobre o fato dos seus companheiros não conseguirem marcar. “Eu falo para eles terem tranquilidade na cara do goleiro, mas eles não me ouvem”, brincou.

Na ânsia de tentar marcar mais gols, Mano Menezes decidiu tirar Deyverson e apostar em Henrique Dourado no segundo tempo. Ele quase fez o dele. “Tivemos chances de matar a partida. Criamos e tivemos um comportamento diferente do que foi no último jogo. O que valeu foram os três pontos, mas sabemos que precisamos melhorar”, disse o estreante Dourado.

Com o resultado deste sábado, o Palmeiras chegou aos 50 pontos e reassumiu o segundo lugar. O líder é o Flamengo com 55 pontos e o Santos aparece em terceiro, com 47. Neste domingo, o Fla visita o Athletico-PR, em Curitiba, e o Santos enfrenta o Internacional em Porto Alegre.