Mundo

Países ocidentais expressam preocupação com represálias no Afeganistão; Taliban rejeita acusações


BERLIM (Reuters) – Os Estados Unidos e um grupo de países ocidentais, incluindo Alemanha, França e Reino Unido, expressaram preocupação com relatos de assassinatos e desaparecimentos de ex-membros das forças de segurança afegãs depois que o Taliban assumiu em agosto o poder no Afeganistão.

Em declaração conjunta emitida neste fim de semana, 21 países mais a União Europeia (UE) se referiram a relatos de tais abusos documentados pela organização internacional Human Rights Watch e outras instituições.

“Ressaltamos que as alegadas ações constituem graves abusos dos direitos humanos e contradizem a anunciada anistia do Taliban”, disse o comunicado, divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores alemão.

“Os casos denunciados devem ser investigados prontamente e de forma transparente, os responsáveis devem ser responsabilizados e esses passos devem ser claramente divulgados como um impedimento imediato a mais mortes e desaparecimentos”, afirmou.

O porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sayed Khosti, rejeitou a acusação de represálias, dizendo que nenhuma evidência havia sido apresentada.

(Por Emma Thomasson e James Mackenzie)


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua