Mundo

Pais de todo o mundo pedem proteção do clima para seus filhos

Pais de todo o mundo pedem proteção do clima para seus filhos

(Arquivo) Jovens grevistas climáticos liderados pela adolescente ativista sueca Greta Thunberg planejam marchar pela capital espanhola sob a bandeira de Fridays for Future - AFP/Arquivos

Associações de pais do mundo inteiro apresentaram nesta quinta-feira um apelo aos signatários do Acordo de Paris para que se transformem em “verdadeiros heróis” e limitem o aquecimento climático para dar a seus filhos “o futuro que merecem”.

“Não podemos aceitar deixar um mundo assim para os nossos filhos”, afirmam 222 organizações de pais de 27 países em uma declaração publicada durante a Conferência do Clima da ONU (COP25) em Madri.

Na sexta-feira deve acontecer um dos principais momentos da reunião de cúpula, com um protesto de jovens ativistas do clima e a presença da sueca Greta Thunberg, atualmente em Lisboa, depois de cruzar o Atlântico em um veleiro.

“Muitos delegados da COP25 também são pais e é particularmente a eles que nos dirigimos em um nosso apelo. Estes delegados são pais que, graças a suas competências profissionais, podem ser verdadeiros heróis para todas as crianças do mundo”, escreveram os pais das organizações “Our Kids’ Climate” e “Parents for Future”.

“Milhões de crianças abriram o caminho com greves escolares que mostraram sua determinação de lutar contra a catástrofe iminente. Agora nós, os pais, estamos decididos a defender o futuro de nossos filhos e exigir medidas ambiciosas”, completaram.

Milhões de jovens participaram em passeatas em cidades no mundo inteiro nos últimos meses, seguindo o exemplo de Greta Thunberg, que durante mais de um ano fez greve diante de sua escola todas as sextas-feiras para exigir ações contra a mudança climática.

Apesar da pressão e dos cientistas que pedem ações urgentes, os quase 200 signatários do Acordo de Paris reunidos até 13 de dezembro em Madri podem decepcionar as esperanças dos ativistas.

Não está previsto que nenhum dos grandes emissores de gases poluentes anuncie medidas para reduzir o efeito estufa.

Alguns chefes de Estado e de Governo presentes na segunda-feira na abertura da COP25 também usaram o trunfo de citar a posição de pais de seus colegas mais relutantes.

“Se não fizermos o processo de transformação necessário, o ano de 2030 será o ponto de não retorno e nosso planeta se tornará mais difícil e mais hostil”, declarou o presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado.

“Como vamos explicar isto a nossos seres amados mais jovens? Como explico a meu filho de seis anos?”, questionou.

“Vocês decidem por seus países. E provavelmente têm filhos e netos que amam”, disse o presidente austríaco Alexander Van der Bellen.

“Pensem neles ao tomar decisões por seu país”, completou, exibindo um ursinho de pelúcia branco.