Geral

Pai que causou ‘danos irreversíveis’ a bebê é condenado na Inglaterra

Crédito: Reprodução/Pixabay

Um homem, de 28 anos, foi condenado a 30 meses de prisão após chacoalhar sua filha, de apenas seis meses, que se negou a tomar mamadeira. Após a agressão do pai, a menina acabou tendo sangramentos no cérebro e sequelas irreversíveis. O caso aconteceu em 2018, em Oldham, na Inglaterra, e as informações são da Crescer.

Segundo o Manchester Evening News, o suspeito havia sido afastado de outros filhos devido a acusações de violência doméstica. Com as acusações em curso, o serviço social local impediu o homem de ter contato com o bebê quando sua atual namorada, de 25 anos, deu à luz. O casal, contudo, ignorou a ordem e manteve contato com a criança constantemente. “O relacionamento era uma preocupação séria, pois representava um risco para a criança”, disse Peter Cadwallader, promotor do caso.

No dia em que chacoalhou a filha, o homem estava enfurecido porque a bebê não quis tomar o leite da mamadeira. Após a ação do suspeito, a mãe da criança acionou a emergência. “Quando os paramédicos chegaram, a criança foi encontrada sem resposta. Não havia choro, mas ela estava respirando”, contou Peter.

A vítima foi levada até um hospital, onde os médicos encontraram hematomas em seu peito. A criança também sofreu convulsões, provocadas pelos chacoalhões. Segundo a imprensa local, os ferimentos causaram sequelas irreversíveis, como paralisia cerebral, atraso de desenvolvimento e dificuldades de comunicação e linguagem.

No hospital, a mãe da menina teria mentido para tentar acobertar o homem, dizendo aos funcionários da unidade de saúde que ela estava alimentando a filha quando o bebê de repente ficou “mole”. A mulher ainda afirmou que ligou para a emergência antes do suspeito chegar ao local.

Maurice Greene, juiz do caso, entendeu que o homem era responsável pelos danos à saúde da filha. “Havia preocupações sobre a segurança da criança sob seus cuidados porque seus outros filhos já haviam sido internados como resultado de violência doméstica. A criança estava sendo alimentada por você e, na sua admissão, você ficou frustrado por ela não querer a mamadeira. Você a sacudiu e usou uma força significativa. É improvável que ela se recupere totalmente”, falou o magistrado ao suspeito.

Richard Varden, advogado do suspeito, informou que o agressor sofreu uma “perda momentânea de temperamento, que teve consequências chocantes”. Mesmo com o argumento da defesa, o homem acabou sendo condenado.

Conforme o Manchester Evening News, tanto o pai quanto a mãe admitiram já ter causado danos físicos à vítima durante a audiência.

Veja também
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Viih Tube é elogiada por look transparente com fio-dental após ataque de haters
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio