ISTOÉ Gente

Pai de influenciadora americana mata stalker que perseguia a filha

Pai de influenciadora americana mata stalker que perseguia a filha

Ava Majury, influenciadora e tiktoker norte-americana de quinze anos, ficou famosa em 2020 com suas danças na internet. Em conversa com o New York Times, a adolescente revelou que passou a ser perseguida por um seguidor.

A menina disse que no início, respondia às mensagens dos fãs, inclusive a do rapaz em questão, chamado Eric Rohan Justin, de 18 anos:


“Eu costumava responder aos meus fãs, como ‘Ei, como foi o seu dia?”’, disse ela ao jornal.

Porém, Eric passou a entrar em contato com colegas de escola de Ava, pedindo fotos dela e conseguindo até o seu telefone. Ganhando milhares de dólares com publicidades e patrocínios, a adolescente ganhou a permissão dos pais para vender selfies:

“Eu não estava enviando nada do meu corpo. Eram apenas fotos do meu rosto, que é o que eu suponho que ele estava pagando. Minha coisa toda é meu lindo sorriso – esse é o meu conteúdo”, explicou ela.

Eric, por sua vez, passou a pedir fotos explícitas de Ava em troca de dinheiro. Então, ela o bloqueou em todas as redes sociais, o que o fez depositar cerca de US$ 600 em três depósitos pedindo para que ela o desbloqueasse.

O pai de Ava, um policial aposentado, acabou se envolvendo na situação, que já passava dos limites, e pediu ao rapaz que parasse de perseguir sua filha.

Não satisfeito, Justin voltou a ir atrás dos amigos da menina, dizendo que planejava atacá-la. Em uma conversa com um colega de Ava, Erick perguntou se ele tinha acesso a uma arma:

“Eu poderia simplesmente arrombar a porta com uma espingarda, eu acho”, disse ele em uma mensagem de texto.

Apesar das ameaças, a família Majury não deu ouvidos às promessas do garoto, pois, ele morava a centenas de quilômetros de distância.

Em julho de 2020, Erick Justin invadiu a propriedade da família e disparou um tiro de espingarda na porta da frente da residência:

“Tudo o que me lembro é que ouvi, senti no meu peito, olhei para cima e havia um buraco na minha porta com os fragmentos”, lembrou Ava.

O pai da celebridade correu para a porta da frente, onde viu o rapaz no gramado. Enquanto isso, a mãe de Ava ligou para a polícia.

O policial aposentado (pai de Ava), correu atrás de Erick, mas, tropeçou e caiu, deixando com que ele escapasse.

À espera da polícia, o patriarca ficou armado na porta de casa para proteger sua filha, e antes que as autoridades chegassem, Justin voltou. Foi aí que, ele pediu para que o jovem largasse a arma, mas, o Justin não atendeu ao pedido e apontou a espingarda para ele.

O pai de Ava acabou atirando no jovem por legítima defesa, que acabou sendo morto. Eric portava dois celulares com milhares de fotos de Ava.