Brasil

‘Pagando mais venezuelanos do que brasileiros’, diz presidente da Caixa sobre auxílio em Pacaraima

‘Pagando mais venezuelanos do que brasileiros’, diz presidente da Caixa sobre auxílio em Pacaraima

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, contou que o número de venezuelanos beneficiados pelo auxílio emergencial é superior ao de brasileiros em Pacaraima, em Roraima.

Guimarães revelou os dados nesta terça-feira (29) ao falar sobre visita à cidade, localizada na fronteira entre Brasil e Venezuela e sede da Operação Acolhida.

“Neste fim de semana nós estávamos em Pacaraima, Roraima, na Operação Acolhida. Em Pacaraima nós estamos pagando mais venezuelanos do que brasileiros sobre o auxílio emergencial”, contou.

De acordo com o presidente do banco, os dados comprovam que o Brasil é um País acolhedor.

“Fomos também em abrigos onde estão índios venezuelanos e houve uma receptividade muito positiva. Por que que quero reforçar isso? Porque a grande maioria é de brasileiros, mas também venezuelanos, bolivianos, haitianos, o que reforça o ponto que o Brasil é um país que acolhe e ajuda”, ressalta.

O auxílio emergencial teve seu calendário de pagamentos divulgados nesta terça-feira. Os beneficiados vão receber R$ 300.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Vídeo do TikTok com mulher sendo empurrada de ônibus viraliza; veja

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar