Economia

Pacheco cita 22 de dezembro como prazo para promulgação da PEC dos Precatórios

Pacheco cita 22 de dezembro como prazo para promulgação da PEC dos Precatórios

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), admitiu o impasse em torno da promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios e citou o dia 22 de dezembro, último dia do período legislativo do ano, como prazo limite para a decisão.

A promulgação é alvo de um imbróglio entre Câmara e Senado.


Os senadores promoveram alterações para “amarrar” o espaço fiscal da PEC ao novo programa social e despesas da Previdência e rejeitam a tentativa de fatiamento. A cúpula da Câmara, no entanto, cobra o fatiamento da proposta e quer deixar as mudanças para 2022.

O Congresso Nacional marcou a votação do projeto do Orçamento de 2022 para 17 de dezembro. Dessa forma, só restaria a semana seguinte para a promulgação da PEC. “Mas vamos tentar resolver antes até para tentar estabilizar e dar conta de resolver outros problemas”, disse Pacheco em coletiva de imprensa.