Geral

Escrivã da polícia morre na porta de hospital com sintomas de Covid-19

Crédito: Reprodução/ Facebook

A escrivã Raquel Monteiro Albuquerque, que trabalhava na Polícia Civil do Pará, morreu no sábado (18) com suspeita de Covid-19. Ela estava no carro, com o marido, buscando atendimento em hospitais de Belém quando faleceu. As informações são do G1.

De acordo com a polícia, Raquel era diabética e já apresentava sintomas da Covid-19 há alguns dias. Ela estava afastada do trabalho desde o último dia 12. Familiares de Raquel contaram que ela tentou buscar um leito no hospital municipal Dom Vicente Zico, mas teve a entrada negada.

Em nota enviado ao G1, a secretaria Municipal de Saúde (Sesma) informou que a paciente foi orientada a procurar um dos serviços de porta aberta do município, como a Unidade de Pronto Atendimento, uma vez que o Hospital só recebe pacientes via sistema de regulação.

Também em nota, a Polícia Civil do Pará lamentou a morte da escrivã. “A família PCPA, unida nesta dor, agradece a eterna EPC Raquel pelos mais de 20 anos de dedicação, responsabilidade e amor a profissão e ao serviço público. Familiares e amigos, recebam a nossa solidariedade e abraço fraterno.”

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Júpiter e Saturno vão se alinhar pela primeira vez desde a Idade Média
+ Black Friday: veja as dicas para não ser enganado
+ Vídeos íntimos de Raissa Barbosa vazam em sites de conteúdo adulto
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel