Finanças

Ouro fecha em queda em NY pressionado pelo avanço do dólar ante rivais

O ouro fechou em queda nesta segunda-feira, 3, registrando o pior patamar em oito meses e a primeira queda mensal desde março, ao passo que o dólar passava a maior parte da sessão se recuperando de acentuadas perdas na semana passada, e a demanda pelo metal era ofuscada pelos ganhos no mercado de ações em Wall Street.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para agosto fechou em queda de US$ 23,10 (1,9%), a US$ 1.219,20 a onça-troy.

O ouro caiu 2,6% em junho, mas mesmo assim o metal observa um aumento de quase 8% no ano, de acordo com a FactSet. Commodities comercializadas em dólar tendem a ser prejudicadas com o avanço do dólar ante as rivais, uma vez que ficam mais caras para compradores de outros países.

A alta do índice S&P 500, no entanto, após a divulgação de um dado industrial positivo em junho, também influenciou o metal, segundo analistas.

“O rali no mercado de ações está mantendo os investidores longe do ouro”, disse Naeem Aslan, analista de marcado da ThinkMarkets UK. “No entanto, mais para frente no terceiro trimestre, as ações tendem a perder força e o ouro a brilhar, então qualquer recuo pode ser uma oportunidade aqui”, ponderou. Fonte: Dow Jones Newswires

Tópicos

mercado de ouro