Economia

Ouro fecha em leve alta, apoiado por câmbio e busca por segurança


O ouro registrou ganho modesto nesta terça-feira, 27, apoiado pelo dólar mais fraco ante outras moedas principais e também pela busca por segurança nos mercados internacionais.

O ouro para agosto fechou em alta de 0,03%, em US$ 1.799,80 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

No câmbio, o dólar desvalorizado torna o metal mais barato para os detentores de outras divisas, apoiando a compra. Além disso, havia certa cautela nos mercados globais, com temores sobre a variante delta da covid-19. Outro foco dos investidores era a realização de ajustes nas carteiras, antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), nesta quarta-feira.

Em relatório sobre o setor, o Commerzbank destaca que a China exibiu uma demanda “robusta” por ouro em junho e no segundo trimestre como um todo. Segundo dados do governo de Hong Kong, a Chia importou quase 31 toneladas de ouro da ex-colônia britânica no mês passado, nove toneladas a mais do que em maio e no segundo nível mais alto desde dezembro de 2019, aponta o banco alemão.

Veja também
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Viih Tube é elogiada por look transparente com fio-dental após ataque de haters
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Vídeo: Apresentadora é arrastada por cachorro durante programa ao vivo
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio

Tópicos

mercado ouro