Economia

Ouro fecha em baixa, com menor busca por segurança e de olho em Treasuries

O ouro fechou em queda nesta segunda-feira, 15, pressionado pelo avanço dos juros dos Treasuries em boa parte do pregão. Com isso, investidores podem privilegiar os bônus em detrimento do metal, já que ambos são considerados ativos mais seguros.

O ouro para junho fechou em queda de 0,30%, a US$ 1.291,30 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Sinais de avanço nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China e de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) manterá os juros ao longo deste ano reduziram a demanda pelo ouro, com menos investidores em busca de segurança.

Segundo a Sucden Financial, o ouro mantém um nível de suporte por volta de US$ 1.280 a onça-troy. O Commerzbank, por sua vez, diz que a jornada em geral positiva nas bolsas da Ásia também reduziu o apetite pelo ouro, que oscila na faixa de US$ 1.288, segundo a média móvel das últimas 100 sessões.

Tópicos

mercado de ouro