FINANÇAS

Ouro fecha em baixa com foco em negócios EUA-China

O ouro fechou em território negativo nesta terça-feira, 13, diante da menor busca por segurança entre investidores. O movimento foi motivado pelo anúncio do governo dos Estados Unidos de que adiará a imposição de tarifas sobre alguns produtos da China e retirará outros de uma lista de alvos dessas tarifas.

O ouro para dezembro fechou em queda de 0,20%, a US$ 1.514,10 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O Escritório do Representante Comercial (USTR, na sigla em inglês) dos EUA divulgou comunicado, no qual informa que alguns produtos chineses serão removidos de uma lista de tarifa de 10% sobre US$ 300 bilhões em produtos da potência asiática. Além disso, informou que a tarifa sobre eletrônicos, como celulares e computadores, será adiada para 15 de dezembro, quando antes passaria a vigorar em 1º de setembro.

Além disso, o Ministério do Comércio da China informou que o vice-premiê Liu He conversou sobre comércio com autoridades dos EUA, entre elas o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin. A pasta informou que as partes concordaram em realizar um novo telefonema dentro de duas semanas. Os operadores viram a notícia como “uma suavização na postura de guerra comercial e esperam que talvez possam ver algum resultado positivo”, na avaliação de Naeem Aslam, analista-chefe de mercado da ThinkMarkets. / Com informações da Dow Jones Newswires

Tópicos

mercado de ouro