Economia

Ouro fecha em alta com interesse alto de investidor em meio a incertezas

Os preços do ouro fecharam em alta nesta sessão de quarta-feira, com analistas e investidores acompanhando os diversos focos de incerteza que afetam os mercados no exterior. O contrato futuro do metal para dezembro subiu 0,59%, para US$ 1.512,80 a onça-troy.

As divergências entre os Estados Unidos e a China seguem no topo das preocupações dos investidores, após os EUA anunciarem na terça restrições a vistos de chineses que segundo Washington estariam envolvidos em uma “campanha altamente repressiva” contra minorias muçulmanas no território autônomo de Xinjiang, no noroeste da China.

Assim, mesmo com a reação positiva das ações à notícia do Financial Times de que Pequim vai oferecer aumentar as suas compras de soja em 10 milhões de toneladas anualmente, permaneceu forte a demanda pelo ouro, visto como um ativo de segurança.

“Acreditamos que as tratativas comerciais vão se provar muito difíceis, de fato. O interesse de investidores no ouro permanece alto, como se pode ver pelos contínuos fluxos positivos para ETFs (fundos de índice) de ouro”, escreve o analista do Commerzbank Daniel Briesemann. “Embora a marca de US$ 1.500 (a onça-troy) ter exercido uma puxada considerável sobre o ouro em semanas recentes, e embora o ouro tenha achado difícil se desprender desse patamar, acreditamos que o preço do ouro está bem suportado.”

Veja também

+ Pronampe: pedidos ao Sicoob somam R$ 500 mi em 1 dia, 41% do limite
+ Leilão tem Camaro por R$ 72 mil e Versa por R$ 22 mil
+ Gafanhotos: Bahia enfrenta nuvem de insetos
+ A história da Rural e da picape F-75, avós dos SUVs brasileiros
+ 5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
+ Hackers brasileiros roubaram dados de clientes em 12 bancos
+ Jovem pede delivery e encontra dedo humano em esfirra
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Tópicos

mercado de ouro