Ou prende-se Mandetta, ou impede-se Bolsonaro

Crédito: Divulgação

(Crédito: Divulgação)

O presidente, pouco antes de essa maldita pandemia paralisar o mundo e o Brasil, afirmou que houve fraude nas eleições de 2018 e por isso não venceu no primeiro turno. Disse também que tinha provas e que iria divulgá-las em breve. Nunca o fez!
Fosse esta pocilga um país um pouquinho menos pior, e Bolsonaro estaria obrigado a apresentar tais documentos sob pena de ser acusado por ocultação de provas, obstrução de justiça ou simplesmente de ser cúmplice dos fraudadores da democracia. Até hoje, nem o presidente provou o que disse, nem o judiciário o cobrou pela fala irresponsável..
O mesmo Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (11), simplesmente acusou, ao vivo e em cores, para todo o Brasil, durante mais uma das suas patéticas “lives”, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta de inflar os dados da Covid-19 e apresentar “números fictícios, números exagerados” ao País durante sua gestão no Ministério da Saúde.
Repetindo: o presidente da República acusou, com todas as letras, seu ex-ministro por fraude durante o cumprimento do mandato. Afirmou que Mandetta divulgou números falsos sobre a pandemia. A ser verdade, além, obviamente, dos crimes previstos por mau uso do cargo, tenho certeza que há mais uma penca deles, como atentado à saúde pública e outros do gênero, cometidos pelo ex-ministro.
Mandetta terá de se explicar à Justiça ou estará em grandes maus lençóis. Já Bolsonaro, se não provar o que afirmou, não só não terá que explicar nada a ninguém como terá mentido mais uma vez sem que seja responsabilizado por isso, como já ocorreu tantas e tantas vezes desde que veio ao mundo.
A Jair Bolsonaro tudo é permitido. Ou melhor, tudo vem sendo permitido. Desde apoiar golpe militar, fechamento do Supremo e do Congresso, interferência na Polícia Federal e agressões diárias à imprensa a acusações infundadas contra adversários políticos. Resta agora saber até quando. Aliás, vou perguntar: até quando, hein, Rodrigo Maia? Hein, Davi Alcolumbre? Hein, Dias Toffoli?

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar



Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.