Mundo

Otan se concentra em seu próprio território

Otan se concentra em seu próprio território

Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, em entrevista coletiva após reunião de conselheiros de segurança dos países-membros da organização, em 7 de outubro de 2021, em Bruxelas - Pool/AFP


A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) decidiu concentrar seus esforços na proteção dos territórios aliados contra ameaças da Rússia e da China, com novos planos discutidos na quinta-feira e sexta-feira pelos ministros da Defesa do bloco.

Trata-se de uma oportunidade de alto nível na Otan para analisar o desastre da retirada das tropas aliadas do Afeganistão e o retorno do Talibã ao poder naquele país após 20 anos de intervenção armada.

“Há uma transformação em andamento. Reduzimos significativamente o envio de missões fora dos territórios da aliança e estamos fortalecendo a defesa coletiva”, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, antes do início da reunião.

“Os ministros da Defesa aprovarão novas metas de capacidade e novos planos de defesa para a área euro-atlântica”, disse Stoltenberg.

“O objetivo é ter as forças adequadas nos lugares adequados e no momento adequado”, insistiu.

A reunião teve início às 13h00 (10h00 de Brasília) em Bruxelas, após a chegada do secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, e terá duração de dois dias.

Na sexta-feira, os debates serão dedicados aos laços com a União Europeia e espera-se uma difícil discussão sobre a vontade de alguns países em adquirir capacidade de ação militar autônoma quando a Otan não puder ou não quiser participar.

A modernização dos arsenais da Rússia e da China – dois países que se equipam com mísseis hipersônicos, investem no espaço e são acusados de realizar ataques cibernéticos contra interesses ocidentais – estão impulsionando essa revisão de estratégia, disse Stoltenberg.

“Devemos fortalecer nossa vantagem tecnológica com os meios do novo fundo de inovação em segurança, dotado de 1 bilhão de dólares, e com a estratégia de inteligência artificial”, apontou.

– Liderança americana questionada –

A reunião na sede da Otan será “a primeira oportunidade de aprender as lições da retirada” do Afeganistão, disse o funcionário norueguês.

Stoltenberg expressou seu desejo de que “as diferenças de opinião” sobre a retirada do Afeganistão não provoquem “dissidência entre os Estados Unidos e os europeus”, defendeu.

De sua parte, Austin disse estar pronto para discutir as “lições a serem aprendidas” com o fiasco no Afeganistão, onde o Talibã rapidamente preencheu o vácuo deixado pela Otan e tomou o poder em poucos dias.

“A discussão com certeza será muito acalorada”, previu o representante de um país europeu.

Vários países criticaram abertamente o acordo alcançado entre os Estados Unidos e o Talibã, bem como a recusa dos Estados Unidos em adiar a saída das tropas aliadas para facilitar a retirada de colaboradores afegãos.

“A missão no Afeganistão não foi um fracasso”, opinou Stoltenberg nesta quinta-feira. “Mas a forma como foi organizada a consulta sobre a retirada não foi satisfatória”, afirmam vários aliados.

Assim, o secretário dos Estados Unidos e o próprio Stoltenberg serão cobrados.

“Não foi organizada nenhuma consulta sobre a implementação da decisão de retirada; nenhum calendário foi discutido; o secretário-geral e seu adjunto estavam de férias durante a retirada”, reclamou um diplomata europeu.

Stoltenberg admitiu que a falta de uma estratégia de saída contribuiu para as dificuldades e “isso tem que fazer parte da análise do que deu errado”.


Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais