O clima no Corinthians continua conturbado. Na tarde desta quinta-feira, dia 20 de junho, um grupo de torcedores de uma organizada do clube alvinegro foi até o Parque São Jorge e protestaram contra a gestão de Augusto Melo, presidente da equipe paulista, e o atual momento da equipe.

O grupo de torcedores (cerca de 30 pessoas) tentou entrar no Parque São Jorge pelo hall social, mas foi barrado. Eles, então, seguiram pela entrada do estacionamento e conversaram com alguns membros da diretoria corintiana no auditório da sede da equipe.

Marcelo Mariano, o diretor administrativo da equipe, Vinicius Cascone, o secretário-geral, Claudinei Alves e Valmir Costa, diretores da base e Romeu Tuma, o presidente do Conselho Deliberativo, participaram da conversa.

A Polícia Militar chegou a ser acionada e chegou no Parque São Jorge com oito viaturas. Os protestos ocorrem em decorrência da crise no Corinthians nas últimas semanas. No dia 7 de junho, a Vai de Bet, antiga patrocinadora master do clube, rescindiu o contrato após suspeitas de desvio de dinheiro no repasse do valor acordado.

Desde então, a equipe enfrenta crise após crise dentro e fora de campo. Após derrota para o Internacional na noite desta quarta-feira, dia 19, o clube está no Z-4 e vê seu treinador, o português António Oliveira, ser contestado.