Esportes

Organização diz que ‘não indícios’ de cancelamento do GP da Austrália de F-1

A crescente preocupação com o surto global do coronavírus, denominado Covid-19, tem causado consequências no mundo esportivo. Vários eventos já foram adiados ou cancelados pelo temor com a epidemia da doença, inclusive nos esportes a motor. O GP da Austrália de Fórmula 1, que abre a temporada de 2020 no próximo dia 15, vive essa incerteza, mas a organização da prova garantiu nesta segunda-feira que não há indícios de cancelamento.

“Nesse momento não há indicativos nem de proibições de viagens, nem de que a Fórmula 1 e as equipes não consigam chegar como de costume”, disse Andrew Westacott, promotor da prova em Melbourne. “A Fórmula 1 voltou a confirmar nesta noite (de segunda-feira) que o GP da Austrália vai acontecer”, destacou.

“Temos tudo previsto para a corrida em Melbourne na próxima semana. Já estão sendo dados os últimos retoques no circuito. O material e o pessoal chegarão nos próximos dias e esperamos abrir as portas ao público no dia 12”, completou Westacott em um comunicado oficial.

A incerteza gira em torno não só dos riscos de viajar por países com casos de coronavírus – a Austrália registra oficialmente 30 casos e uma morte -, mas também da possibilidade de governos aplicarem restrições a viajantes de determinados países. O caso que mais afeta o esporte a motor nesse sentido é o de pessoas procedentes da Itália, que em certos países precisam de duas semanas de quarentena antes de poder se deslocar livremente. O país da Oceania ainda não adota medidas neste sentido.

Desta forma, o GP da Austrália segue confirmado para o próximo dia 15. As corridas seguintes, os GPs do Bahrein e do Vietnã, também seguem no calendário de 2020 da Fórmula 1, mas sob clima de incerteza. Só o GP da China, em Xangai, foi afetado oficialmente até aqui, sendo adiado.

Veja também

+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior