Economia

Orçamento de 2021 deveria ter sido votado e aprovado em 2020, diz Pacheco


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), avaliou nesta terça-feira que o Orçamento de 2021 deveria ter sido votado e aprovado em 2020. “Estamos dando agora toda atenção e boa vontade com o Executivo sobre os PLNs para que não haja mais divergências em relação à execução orçamentária deste ano. Espero virar essa página e que os recursos públicos sejam bem empregados”, afirmou, em participação no BTG Pactual Brasil CEO Conference 2021.

O presidente do Senado defendeu ainda a legitimidade do Congresso em escolher o destino de recursos orçamentário por meio das emendas parlamentares.

O jornal O Estado de S. Paulo revelou, no entanto, o esquema do “orçamento secreto” criado pelo presidente Jair Bolsonaro e operado com verba do Ministério do Desenvolvimento Regional, uma pasta loteada pelo Centrão.

Com o aval do Planalto, um grupo de deputados e senadores pôde impor o que seria feito com ao menos R$ 3 bilhões. Toda negociação foi sigilosa e fere a lei orçamentária, o que pode levar o presidente a responder por crime de responsabilidade.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago