Mundo

Oposição venezuelana convoca protesto à espera das presidenciais

Oposição venezuelana convoca protesto à espera das presidenciais

(Arquivo) Foto mostra o deputado opositor venezuelano Juan Andrés Mejía durante coletiva de imprensa em Caracas, na Venezuela, em 26 de janeiro de 2018 - AFP

A oposição venezuelana convocou nesta sexta-feira (4) um protesto para 16 de maio a fim de rechaçar as eleições presidenciais que acontecerão quatro dias depois, nas quais o presidente Nicolás Maduro tentará se reeleger.

“Convocamos todo o país para uma concentração pacífica para deixar claro o que significam as presidenciais de 20 de maio: que são um processo fraudulento”, disse em entrevista coletiva o deputado Juan Andrés Mejía, em nome da Frente Ampla.

Essa plataforma, que agrupa a coalizão de partidos Mesa da Unidade Democrática (MUD), sindicatos, chavistas dissidentes e organizações sociais, também tem prevista a realização de assembleias cidadãs na próxima semana.

O grupo prometeu manter as manifestações após a eleição que, na contramão da MUD, será disputada pelo opositor Henri Falcón.

“A luta da Frente Ampla não acaba em 20 de maio. Se aprofunda e continua a partir dessa data. Ficar em casa não nos traz outro resultado além do que temos hoje: sofrimento, dor e mais miséria”, afirmou Mejía.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Sergio Sánchez, chavista dissidente, pediu que “tomem as rédeas do destino” do país para enfrentar uma eleição que, assegurou, carece de garantias.

“Inabilitam candidatos, impedem a inscrição de partidos, ameaçam as pessoas de tirar delas as caixas de comida (subsidiada) se não votarem pelo governo. Demostraremos ao mundo que o governo perdeu a legitimidade de desempenho. É inevitável em médio prazo que se sustente”, acrescentou.

Após os protestos opositores de 2017 que deixaram 125 mortos, as mais recentes convocações da Frente Ampla se caracterizaram por uma baixa participação, em um momento em que a oposição está dividida.

Na quinta-feira, a MUD defendeu a abstenção e pediu que Falcón retire a sua candidatura.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel