ISTOÉ Gente

Operação policial interrompe com tiros e helicóptero live do grupo Aglomerou

Crédito: Reprodução Twitter

Operação policial interrompe com tiros e helicóptero live do grupo Aglomerou (Crédito: Reprodução Twitter)

Uma live do grupo de pagode Aglomerou foi interrompida neste domingo, 26, em Angra dos Reis, na costa verde do Rio de Janeiro, por uma operação policial que invadiu o espaço da gravação em um quintal que dava acesso a outra casa, alvo dos policiais.

Fortemente armados, os policiais entraram correndo pelo espaço, enquanto um helicóptero sobrevoava o local.

A intervenção ocorreu durante uma das músicas do show, obrigando os artistas a deixarem os instrumentos às pressas e muito assustados para se protegerem dos tiros.

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

Em vídeo postado pelo grupo nas redes sociais, os artistas tranquilizaram os fãs, explicando que a operação policial nada tinha a ver com a live e que todos estavam bem.

 

Na postagem, os músicos disseram que a operação era em uma casa ao lado, e que devido à ocorrência o evento seria suspenso “por falta de clima”, mas que seria remarcado para outro dia.

+ Polícia aborda ambulância com sirene ligada e descobre 1,5 tonelada de maconha

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou

+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea