Geral

Operação Off Flavor termina com autuações de mais de R$ 1 milhão


A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ), em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), concluiu a operação Off Flavor de combate à sonegação fiscal de mercadorias, principalmente cervejas. A ação foi realizada entre os dias 9 e 17 deste mês, no município de Itatiaia, divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, e adjacências.

De acordo com informação dada hoje (19) pela assessoria de imprensa da Sefaz-RJ, a expressão Off Flavor é usada quando se verificam defeitos da cerveja e quando a bebida apresenta um sabor ou aspecto diferente do padrão.

Foram apreendidas mais de 800 mil unidades de cervejas, em garrafas e latas, com 13 veículos autuados, totalizando autuações de mais de R$ 1 milhão. Também ocorreram diligências em sete empresas do ramo, sendo que em duas delas será decretado o encerramento das atividades.

A fiscalização ocorreu principalmente na BR-116, na Rodovia Presidente Dutra, e constatou falta do documento fiscal válido das cervejas. As cargas apreendidas durante a operação foram encaminhadas para a Receita Estadual.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS