O Dia

Operação deixa uma pessoa baleada na Cidade de Deus

Nesta manhã, traficantes foram flagrados enquanto fugiam por manguezal

Rio – Uma pessoa foi baleada durante uma operação da Polícia Militar, nesta quinta-feira, contra o tráfico de drogas na Cidade de Deus, na Zona Oeste. De acordo com a corporação, o 18°BPM (Jacarepaguá) foi acionado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para checar a entrada de uma pessoa ferida por disparo de arma de fogo. Nesta manhã, imagens feitas por um helicóptero da TV Globo flagraram traficantes fugindo dos policiais militares por dentro de uma área de mangue
Nas imagens, foi possível ver três homens, alguns armados, se rastejando pela lama, na localidade conhecida como Brejo. 

PM apreendeu 10 kg de maconha prensada, na localidade Rocinha 3, e material para endolação – Divulgação


Segundo a corporação, militares do 18º BPM (Jacarepaguá) e de batalhões subordinados ao 2º Comando de Policiamento de Área atuaram na comunidade Cidade de Deus. A ação, de acordo com a PM, tinha o objetivo de verificar informações de inteligência  sobre esconderijos de criminosos e armas, além da retirada de barricadas. Os policiais apreenderam 10 kg de erva prensada, na localidade Rocinha 3, e material para endolação.
Nesta tarde, equipes do batalhão localizaram uma central de distribuição clandestina de sinal de televisão. Aparelhos foram apreendidos e uma pessoa que estava no local foi detida. As ocorrências foram encaminhadas para a 32ª DP (Taquara).

Demolições 
Ainda segundo a PM, foram derrubadas 39 barricadas e seis muros de concreto, que servem como proteção aos criminosos, nas margens do rio na Avenida José de Arimateia. A ação contou com apoio de máquinas da Subsecretaria de Infraestrutura e Habitação da Prefeitura do Rio.
“A operação atende a uma solicitação do 18º Batalhão da Polícia Militar – que realizou uma mega operação para combater o tráfico e a criminalidade no local. A ação contou com a presença de mais de 15 homens da Prefeitura, além de uma retroescavadeira e três caminhões”, a secretaria disse, em nota.