O Dia

Operação da PM no Jacarezinho interrompe circulação de trens e tem mortos e feridos

Crédito: Reprodução/ TV Globo

Trens não estão circulando na manhã desta segunda-feira (16) no ramal de Belford Roxo, na estação Jacarezinho. A interrupção ocorre por motivo de segurança dos passageiros e funcionários (Crédito: Reprodução/ TV Globo)

Rio – Uma grande operação da Polícia Militar afeta a rotina de quem mora ou passa pelo Jacarezinho, na Zona Norte do Rio. Desde o fim da madrugada, homens do Comando de Operações Especiais (COE) estão na região. Há informações sobre e mortos e feridos, que foram levados para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. No entanto, a PM ainda não deu detalhes sobre a informação.
Os disparos na comunidade começaram a ser ouvidos por volta das 5h30. Os tiros foram até pelo menos às 6h30 e interrompeu, por pouco mais de uma hora, a circulação dos trens do ramal Belford Roxo da SuperVia na região.
“Muitos tiros, granada… extremo cuidado ao saírem de casa. Se puderem, não saiam”, um morador avisou, pelas redes sociais. “Que Deus nos socorra aqui no Jacarezinho”, uma moradora pediu. “Helicóptero dando rasante na comunidade”, avisou um terceiro.
A operação na região é feita pelos batalhões de Ações com Cães (BAC), de Polícia de Choque (BPChq) e de Operações Policiais Especiais (Bope). A PM ainda não divulgou nenhum balanço.
Em um vídeo do aplicativo “OTT-RJ” é possível ver um blindado da PM em meio ao tiroteio; confira!
QUASE 60 INTERRUPÇÕES
De acordo com a SuperVia, desde o início do ano, tiroteios nas imediações da via férrea afetaram 57 vezes a circulação de trens no estado. Onze das interrupções aconteceram apenas nas proximidades da estação Jacarezinho.
“A SuperVia lamenta os transtornos provocados pelos constantes tiroteios próximos à linha férrea, mas reforça que as interrupções são medidas para garantir a integridade de passageiros e funcionários”, a concessionária disse, em nota.