Economia

Opep+ deve ter ampla reunião técnica na próxima semana, dizem Rússia e fontes

Opep+ deve ter ampla reunião técnica na próxima semana, dizem Rússia e fontes

Logo da Opep fotografado durante reunião informal do grupo na Argélia


Por Gleb Stolyarov e Alex Lawler e Ahmad Ghaddar

MOSCOU/LONDRES (Reuters) – A Opep+ está preparando uma ampla reunião técnica para a próxima semana, embora mudanças significativas na política de produção do grupo sejam improváveis, disseram o primeiro-ministro russo e fontes da Opep+.

O premiê Alexander Novak disse na quarta-feira que o grupo pode confirmar ou ajustar seus planos de produção após decisão recente de reduzir seus cortes de oferta.

“Nós nos reunimos há um mês, nós discutimos nosso plano de ação para os próximos três meses, então nossa tarefa será confirmar esses planos e ajustar os novos”, disse Novak a jornalistas.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados liderados pela Rússia, conhecidos em conjunto como Opep+, surpreenderam o mercado em sua reunião de 1° de abril, quando chegaram a acordo para reduzir gradualmente suas restrições de oferta.

Eles acertaram reduzir os cortes, de cerca de 7 milhões de bpd, em cerca de 350 mil bpd em maio e mais 350 mil bpd em junho, além de 400 mil bpd adicionais em julho.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Além disso, a Arábia Saudita disse que encerrará seus cortes voluntários de oferta em julho, um movimento que acrescentará 1 milhão de bpd em oferta.

Duas fontes da Opep+ disseram que não esperam mudanças ao acordo atual na próxima reunião.

“Acredito que o próximo encontro estará apenas monitorando o mercado”, disse uma das fontes.

Novak, da Rússia, disse também que o governo do país deve discutir possíveis restrições a exportações de gasolina para proteger o mercado doméstico.

Refinarias russas produzem cerca de 40 milhões de toneladas de gasolina por ano, sendo que cerca de 10% disso é exportado.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3L0ND-BASEIMAGE

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS