Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Por Alex Lawler

LONDRES (Reuters) – A receita de petróleo da Opep aumentou em 2021, com os preços e a demanda se recuperando do pior da pandemia de Covid-19, enquanto o número de plataformas ativas de seus membros registrou uma recuperação modesta e os novos poços concluídos diminuíram, mostraram dados do grupo.

O valor das exportações de petróleo dos 13 membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) atingiu 561 bilhões de dólares em 2021, um aumento de 77% em relação a 2020, mostrou o Boletim Estatístico Anual do bloco publicado nesta terça-feira.

À medida que a organização aumentava sua produção em 2021, o número de plataformas de petróleo ativas entre seus membros subiu 11%, para 489, um aumento menor do que o observado em todo o mundo. A Arábia Saudita, maior exportador do mundo, adicionou 6 plataformas no ano passado, para 65, embora o total tenha ficado abaixo do nível de 2019.

A Opep e seus aliados, conhecidos como Opep+, têm lutado para aumentar a produção de acordo com as metas, refletindo o subinvestimento de alguns membros em perfuração e exploração. O déficit é uma das razões pelas quais os preços do petróleo dispararam em 2022.

O número de poços concluídos –o processo de preparação de um poço para produção, outra métrica da Opep– nos membros do grupo recuou no ano passado para 1.588, uma queda de 280 em relação a 2020 e o menor número desde pelo menos 2017.

A conclusão de poços caiu em todos os membros da Opep, exceto Líbia, Venezuela, Guiné Equatorial, Angola e Irã, de acordo com o relatório da Opep. Por outro lado, o número mundial de poços concluídos aumentou no ano passado.

(Por Alex Lawler)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5R0IX-BASEIMAGE