Saúde da mulher

Óleo de alecrim é melhor do que medicamentos para tratar a queda de cabelo, afirma especialista

Crédito: Freepik

Para muitas mulheres, a queda de cabelo (ou o afinamento dele) é um problema frustrante e recorrente. Na busca por um tratamento, algumas opções de medicamentos e substâncias manipuladas podem surgir, mas o óleo de alecrim pode ser a saída para quem procura uma solução natural.  As informações são da “Women & Home”. 

+ Ácido fólico pode ser um poderoso aliado ao fortalecimento capilar


+ 5 hábitos que parecem inofensivos, mas estão causando pontas duplas no seu cabelo 

Um dos fármacos mais recomendados por especialistas para queda de cabelo é o minoxidil. Quando comparado com o óleo de alecrim, o tricologista Ricardo Vila Nova explica: “Cada produto tem sua própria reação quando se trata de prevenir a degeneração genética do cabelo. No entanto, se olharmos para as formas mais naturais de manter os fios — por exemplo, aumentando o fluxo sanguíneo e a quantidade de proteína que entra no cabelo — [os fármacos] têm o mesmo efeito de usar óleo de alecrim”.

Segundo o especialista, para este problema específico, óleos essenciais são uma opção ainda melhor do que medicamentos. “É obviamente uma maneira muito mais suave e orgânica de abordar a preservação do cabelo e seu metabolismo. Ao invés de adicionar algo não natural, sintético, você vai induzir o metabolismo da raiz em termos de aumento do fluxo sanguíneo”, diz Ricardo. “Isso, juntamente com composições anti-inflamatórias, minimizará o acúmulo de fibrinas que contribuirão para a miniaturização dos fios.”

É importante lembrar, entretanto, que a quantidade de regeneração possível depende da disposição genética dos cabelos: existe um limite para o que pode ser alcançado. 

Como utilizar o óleo de alecrim para o crescimento dos fios

Utilize no máximo 3 vezes por semana

De acordo com Ricardo, o óleo deve ser utilizado com baixa frequência e de uma maneira específica para que seus benefícios sejam potencializados, evitando danos aos fios. Além disso, deve-se tomar cuidado para não adicionar muito óleo de alecrim ao óleo transportador (utilizado para diluir os óleos essenciais). Faça também um teste no local antes de utilizar o produto em todo o couro cabeludo

Massageie

Massageie intensamente a combinação de óleos em seu couro cabeludo e deixe-a agir por cerca de uma hora. Você também pode, eventualmente, estender o período para uma noite inteira — mas certifique-se de fazer uma limpeza profunda pela manhã.

Aposte na limpeza

É necessário tirar todos os resquícios de óleo do couro cabeludo para evitar acúmulo, que pode piorar sua condição. Ricardo aconselha usar “um shampoo bom e equilibrado, algo suave e de limpeza” para garantir que todo o excesso de oleosidade seja removido.