Publieditorial

Oi inaugura a primeira cidade 5G do Brasil no Rock in Rio

Crédito: Renata Mello

Estrutura futurista do Centro de Operações da Oi disponibilizava informações sobre tráfego de dados em telas LED (Crédito: Renata Mello)

Durante sete dias, hits de artistas brasileiros e internacionais consagrados agitaram centenas de milhares de fãs no Rock in Rio (RiR) 2019. Em um festival como esse, cada batida e acorde musical faz o público irradiar uma energia indescritível. Nesta edição do evento, porém, também havia no ar ondas de uma tecnologia nova, que simboliza a transformação digital. A Cidade do Rock se tornou a primeira cidade 5G do Brasil graças a uma rede implantada pela Oi para testes e experiências de uso da quinta geração de conexão móvel.

Tecnologia 5G no Rock in Rio permitiu a experiência de primeira cidade conectada no Brasil (Crédito:Leo Drones)

O 5G ainda não está disponível no Brasil. No entanto, o público do evento pôde ver o potencial dessa tecnologia em algumas experiências oferecidas na Cidade do Rock. O estande da Oi na Gameplay Arena by Game XP disponibilizou óculos de realidade virtual onde o público podia ver alguns pontos da Cidade do Rock em tempo real, via 5G. Na arena também foi lançada a versão mobile do jogo “Call of Duty”, no espaço Freeplay, onde jogadores curtiram o game em aparelhos 5G. Outro destaque, ainda no estande da Oi, foi a possibilidade de viajar no limiar entre a fantasia e a realidade em um tour aéreo pela Cidade do Rock, por meio de uma experiência de hiper-realidade

A alta conectividade foi muito além do espaço da Oi e cobriu 100% da área do festival, com serviço de Oi gratuito e aberto, indo ao encontro do público que desejava estar conectado em todos os momentos para compartilhar, em tempo real, as emoções dos shows. A apresentação do Nickelback, na noite de 6 de outubro, foi a mais conectada, com recorde de acessos simultâneos no Oi WiFi, totalizando mais de 19,5 mil conexões simultâneas. Já o show da cantora Anitta teve o maior volume de dados trafegados, alcançando a marca de 1,8 Terabyte.

Monitoramento em tempo real garantiu suporte a todas as operações e disponibilidade de conexão para públicos, parceiros, infraestrutura e logística (Crédito:Cristina Lacerda)

Em todo o evento, a Oi registrou mais de 11,6 milhões de conexões ao Oi WiFi e o consumo de dados na rede, ao longo de todo o festival, chegou a 173,24 Terabytes, equivalentes a quase 47 milhões de fotos em alta definição. Na comparação, o volume foi 2,34 vezes superior ao tráfego de dados registrado pela operadora em toda a Copa do Mundo FIFA 2014, realizada no Brasil. Foi a primeira vez que um público médio de 100 mil pessoas por dia esteve conectado por uma rede wi-fi aberta gratuitamente.

Toda essa dinâmica foi viabilizada por uma infraestrutura robusta preparada na Cidade do Rock, incluindo a instalação de 56 quilômetros de fibra ótica, além de mais de 800 equipamentos, sendo cerca de 620 antenas e outros 200 aparelhos conectados a partir da fibra ótica da Oi.

Serviços corporativos Se para os fãs presentes no RiR a conectividade trouxe experiências memoráveis e permitiu o compartilhamento de momentos inesquecíveis, os profissionais envolvidos na organização do evento contaram com as condições ideais para ter mais eficiência na operação, incluindo a automatização de alguns processos. A equipe de conteúdo do RiR usou aparelhos 5G para a cobertura nas redes sociais, com lives diárias e posts sobre tudo dos bastidores na sessão “Por Trás das Câmeras”. Assim, usufruíram de altíssima velocidade no envio e recebimento de conteúdo, com performance até dez vezes superior em relação ao 4G.

“Em eventos dessa natureza, não há espaço para falhas e é preciso entregar uma solução integrada e completa. Nesse caso, envolveu a conectividade para o público e para a equipe de produção em todas as áreas da Cidade do Rock, soluções de TI e internet das coisas (IoT), segurança cibernética e inteligência artificial, como o vídeomonitoramento com reconhecimento facial para acesso às áreas restritas”, explica Gustavo Brambila, diretor de Infraestrutura da Oi. A rede de fibra da Oi também foi responsável pela transmissão do som entre os palcos e ainda foi utilizada para o sistema de iluminação. “A solução entregue ao Rock in Rio constituiu, na prática, o cenário de uma cidade conectada, em uma área de 385 mil metros quadrados, equivalente a 40 campos de futebol, onde asseguramos 100% de disponibilidade dos serviços”, ressalta.

Para Adriana Viali, Head da Oi Soluções, o sucesso no RiR mostra ao mercado corporativo a capacidade da empresa em entregar tecnologias para eventos de grandes proporções, com otimização de recursos, redução de despesas e melhoria na experiência dos usuários. “Oferecer consultoria com foco no negócio do cliente a partir da oferta de serviços integrados é o melhor caminho para ajudar as empresas a entrar em uma nova era, liderando a transformação digital”, conclui.