Economia

Oi: exercício de preferência de novas ações ON gera R$ 1,898 bi em capital

A Oi divulgou o resultado da primeira etapa do processo de aumento de capital da companhia. No período de exercício de preferência para compra das novas ações ordinárias, foram vendidos 1,53 bilhão de papéis, ao preço unitário de R$ 1,24, o que resultou em um aporte de R$ 1,898 bilhão. Desse total de ações, 856,519 milhões de papéis foram adquiridos por titulares de American Depositary Receipts (ADSs).

Durante o período, que se encerrou em 4 de janeiro, os titulares do direito de preferência manifestaram interesse firme para comprar sobras no total de 91,322 milhões de papéis, o que resulta em um aporte adicional de R$ 113 milhões. Os pedidos foram atendidos integralmente, já que há mais ações sobrando para serem vendidas no aumento de capital.

Quem manifestou interesse em adquirir sobras será notificado no dia 15 deste mês, e a operação será integralizada no dia 18. O conselho realizará reunião para confirmar a subscrição das sobras no dia 21. Para os detentores de ADS, a Oi utilizou a taxa de câmbio de R$ 3,8934 por dólar, e assim, o preço de subscrição por ADS foi de US$ 1,5924. Os acionistas receberão US$ 0,4375 de reembolso por ADS Ordinária subscrita na operação como montante excedente.