Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O piloto de Fórmula Truck André Marques conquistou no final de semana seu primeiro título da Copa Truck, a principal modalidade de automobilismo na categoria de caminhões. Mas nem tudo foi festa e banho de champanhe para o novo campeão. Marques, investigado pela Polícia Federal graças as suas ligações com a principal facção criminosa de São Paulo, foi surpreendido no autódromo de Pinhais (PR) por um oficial de cartório, que lhe entregou em mãos uma notificação extrajudicial.

O documento apresentava questionamento sobre se o piloto sabia que o empresário Ricardo Magro, advogado ligado à Refit, e o presidente da ANDIC, Frank Meira Juviniano, haviam sofrido ameaças de morte por parte de Flávio Siqueira.

Siqueira é um antigo conhecido da Polícia Federal e teria sido um dos precursores do esquema de lavagem de dinheiro do crime organizado por meio de postos de combustíveis. Marques teria se unido a ele para levar ao Rio de Janeiro o esquema criminoso que Siqueira estabeleceu em São Paulo. Para que o plano dos dois desse certo foi iniciada uma guerra contra a Refit, que, segundo o piloto, estaria impedindo a atuação do grupo no Rio.

Assim como Marques, Siqueira também foi notificado para responder sobre as ameaças a Magro e Frank. Marques e Siqueira têm cinco dias para responder aos questionamentos.