Esportes

Odair Hellmann, sobre o Fluminense: ‘Atletas estão dedicados em dar boas respostas, e elas vão acontecer’

Treinador destaca ponto somado no 0 a 0 com o RB Bragantino nesta segunda-feira e diz que Tricolor tem lutado contra desafios causados pelo surto de Covid-19

Odair Hellmann, sobre o Fluminense: ‘Atletas estão dedicados em dar boas respostas, e elas vão acontecer’

diz Odair (Maga Jr/Ofotografico)

O técnico Odair Hellmann apontou que a sucessão de desfalques (em especial por um novo surto de Covid-19) causou impacto no empate em 0 a 0 do Fluminense com o RB Bragantino. Em entrevista coletiva na noite desta segunda-feira, após o duelo no Maracanã, o comandante tricolor afirmou.

– Em um ano que corre dentro da normalidade, já há dificuldades em competições de longo prazo, imagine em um ano atípico, no qual passamos por muitas variações táticas. O mais importante é que estamos dedicados, em busca de darmos boas respostas. E elas vão acontecer – disse.

Em seguida, falou sobre os altos e baixos do Tricolor das Laranjeiras.

– Quero ressaltar como os jogadores estão organizados. O que precisa ter é naturalidade na mudança. Ressalto a dedicação dos jogadores. Queríamos a vitória hoje, subimos a linha de marcação, tivemos dificuldade de construção na linha inicial. As mudanças no trouxeram maior desafogo e criamos finalizações – e frisou:


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

– Tivemos mais posse de bola, nossas chances foram mais próximas que o adversário. Nesta semana, penso que as respostas vão surgir com a volta dos jogadores – completou.

Odair também valorizou o empate obtido no Maraca.

– É um ponto a mais. Em casa o desejo sempre é o de três pontos. Mas trata-se de uma competição na qual temos dificuldade de somar pontos. É importante nos mantermos na briga lá em cima – declarou.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

O comandante do Fluminense também destacou a postura dos jogadores que estão indo a campo.

– É um momento de exceção na humanidade. Temos de ter frieza nas análises. Mexemos muito na estrutura funcional de todos. Emocionalmente, fisicamente, não há tempo para treinar. Tivemos dez, 11 jogadores que contraíram Covid-19 nas últimas semanas. O campeonato não terminou, não atingimos nada. Precisamos continuar para olhar para trás e ver que conseguimos – afirmou.

O Fluminense encara o Athletico-PR neste sábado, às 19h, no Maracanã.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel