O vírus comunista

Wesley está revoltado com o coronavírus, que para ele, é coisa do PT.

– O senhor não acha muita coincidência esse vírus aparecer justo agora que o Lula tá solto? Pergunta.

– Mas o coronavírus apareceu na China! O que o Lula tem a ver com isso?

– Ah, faz favor. O senhor não sabe? China, Cuba, Venezuela, Lula, é tudo a mesma coisa. Wesley responde indignado e se ajeita no volante do Honda Civic. Desde o ano passado, quando foi demitido do escritório de engenharia, Wesley trabalha como motorista de Uber.

– Então explica, como é que o Lula pode ter culpa nisso? Indaga o passageiro. Wesley faz que não com a cabeça, decepcionado com a ignorância do cliente.

– Mas o senhor é muito ingênuo, né? Você… posso chamar o senhor de você, né? Você tem que entender que comunistas são uma coisa só, entende? Estão todos conectados. Wesley tira as mãos do volante, acaricia uma esfera imaginária com as mãos e continua, é tudo a mesma coisa. Eles querem dominar o mundo, então eles se falam e combinam essas coisas. Já viu se tem coronavírus em Cuba? Não tem. Eles tão tudo mancomunado e o Lula é o homem deles no Brasil. Só não vê quem não quer.

O passageiro resolve provocar.

– Mas qual é o plano dos comunistas? Pergunta, cruzando o olhar de Wesley pelo espelho. O motorista não tem uma resposta pronta, pensa um pouco e decide improvisar:

– Simples, eles querem mostrar que Brasil, Estados Unidos e Europa não conseguem lidar com uma crise desse tamanho. Querem desestabilizar o Bolsonaro e o Trump, mas eles não sabem com quem estão brincando. Wesley dá três tapas no volante.
– Os chineses querem desestabilizar o Bolsonaro?

– Os chineses e o Lula. Mas pode ter certeza que o Trump lá e o Bolsonaro cá, vão tirar esse vírus de letra.

– E você, não tá tomando cuidado para não se contaminar?

– Contaminar? Contaminar de que? Você não entendeu ainda, né? Esse negócio de coronavírus é lenda, uma gripinha, não passa disso. Ó… ó… Para provar, Wesley esfrega o dedo no volante e dá uma lambida. Você está vendo, não pega nada! Tô falando.

– Mas tem gente morrendo no mundo inteiro!

– Morrendo, é? Quem tá morrendo? Wesley está perdendo a paciência.

– Os idosos. No mundo inteiro os idosos estão morrendo. O passageiro responde.

Wesley eleva o tom da voz.

– Mas claro que tão morrendo. São idosos, caceta.

É isso que os idosos fazem, eles morrem, ora.

O passageiro decide ficar em silêncio, Wesley também.

Eleitor de Bolsonaro, apesar do emprego alternativo, já que é engenheiro formado, está feliz com o governo. Minutos depois, rompe o silêncio, irritado com o passageiro.

– Justo quando a economia estava bombando, vem essa praga parar tudo. Coisa do Lula, tô falando!

– Bombando é meio exagero, não? O passageiro arrisca e Wesley não consegue se conter.

– Ah, pronto. O senhor é petista, né? Só pode ser.

O senhor gosta é de ladrão e de vírus no povão, né?

Mas eu não julgo não, cada cabeça uma sentença.

Se o senhor prefere ladrão no poder, o senhor que sabe!

– Na verdade, eu não sou petista não. Até votei no Bolsonaro. Mas é que, na verdade, não teve muita mudança, né?

Desemprego continua, o PIB lá embaixo e… Wesley freia o carro abruptamente.

– Desce.

– Como assim? – pergunta o passageiro.

– Desce. Tô falando. Eu não levo traidor no meu carro.

– Mas… mas…

– Não tem mas, nem meio mas. Para completar, ameaça.

– Desce logo, senão eu tusso na sua cara, petista dos infernos!

Puxa vida… Bem agora que o Brasil iria deslanchar, vem esse Lula de novo. Ainda conseguiu aplicar um fake news mundial


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.