Lives

‘O sonho de Bolsonaro é dar o golpe. Ele tem um ato institucional pronto’, diz Joice Hasselmann em Live da IstoÉ

Crédito: IstoÉ

A paranaense Joice Hasselmann (PSL-SP) foi a deputada federal mais votada de toda história do País, com mais de um milhão de votos, em 2018. Eleita por São Paulo, ela foi bolsonarista e uma das coordenadoras da campanha do presidente.

Depois de meses à frente da liderança do governo na Câmara Federal, Joice rachou com Jair Bolsonaro (sem partido) e, a partir daí, lidera, sem tréguas, a oposição de direita ao governo que ajudou a eleger.

Nesta terça-feira (23), Joice Hasselmann foi a entrevistada da live de IstoÉ. A parlamentar criticou duramente o presidente e revelou alguns labirintos que envolvem a cúpula bolsonarista.

“Bolsonaro é um estelionato eleitoral. Ele é uma farsa”, afirmou.

Na conversa, o que não faltou foram adjetivos para classificar, ou desclassificar, o mandatário brasileiro.

“Bolsonaro é burrão e grosso. Ele traiu o povo brasileiro”, atacou.

Filha de um caminhoneiro e uma padeira, Joice ganhou notabilidade política há pouco mais de cinco anos quando entrou de corpo e alma nos ataque ao Partido dos Trabalhadores (PT) e na campanha que derrubou a presidente Dilma Rousseff.

Nos últimos anos, antes de romper com o presidente da República, Joice era da “cozinha dos Bolsonaro”. Em função dessa proximidade, a deputada, possivelmente, não blefa ao falar dos bastidores do poder.

“Bolsonaro sempre se cercou dos piores. Desde a campanha era assim ”, lamenta.

Hasselmann revelou existir uma quadrilha organizada que está baseada no Palácio do Planalto e coordenada pelo clã Bolsonaro.

“A família do presidente faz escambo político”, diz ela ao se referir às supostas mutretas que envolvem Bolsonaro e os filhos. […]A bomba vai estourar no colo do presidente. Ele respira a corrupção dos filhos e a própria. Bolsonaro usurpou a agenda da população. Esse povo está fazendo a farra do dinheiro público”, acusa.

“Hoje existem todos os indícios para o impeachment”, explica.

Aos 42 anos, recuperando-se da infecção do Covid-19, ela conta na entrevista que chegou no hospital com o pulmão comprometido, “a sensação é que estava morrendo”.

Na guerra aberta contra o governo federal, ela tem conquistados aliados e inimigos quase na mesma proporção. Ameaçada e perseguida nas redes pelos defensores do presidente, ela mandou um recado para os antigos aliados: “Deixem os bolsonaristas latirem”.

Joice  avaliou o cenário político de um possível risco de ruptura institucional – “o sonho de Bolsonaro é dar um golpe. Pergunte aos generais se ele tem ou não um ato institucional pronto. Ele sempre pensou no golpe”.

Sobre a prisão de Queiroz, ela disse: “Ele estava sendo monitorado para não abrir a boca. Rachadinha é eufemismo para roubalheira”, alerta.

Quando a pauta são os filhos do presidente, a parlamentar dispara: “Flávio Bolsonaro é o Ronaldinho dos negócios. Se ele for depor na CPI da Fake news, sairá de lá preso”, antecipa.

A deputada também comentou na live sobre seus projetos futuros. “Vou me candidatar à prefeita de São Paulo. A cidade precisa tomar um rumo. Bruno Covas é a esquerda, da esquerda, do PSDB. Eu sou de direita”, conclui.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior