Edição nº2606 06/12 Ver edições anteriores

O silêncio de Carlucho

Finalmente uma excelente notícia vinda do governo. O filho 02 do presidente Jair Bolsonaro, o vereador Carlos (PSC-RJ), vai dar um tempo nas mídias sociais. Suas contas no Twitter, no Instagram e no Facebook foram suspensas. Ainda resta o canal do YouTube, onde ele reúne 102 mil inscritos. Mesmo assim, é motivo de comemoração. Durante um mês, período em que ele pretende fazer um detox digital, teremos um saudável afastamento de sua presença na internet. Seremos poupados de ideias tresloucadas, postagens bizarras e assistiremos a uma diminuição do risco sistêmico. O Brasil ficará menos tenso. Tudo parecerá menos problemático de repente, como se um bode fosse tirado da sala. O silêncio de Carlucho preenche uma lacuna.

Uma fake news divulgada no começo da semana dizia que Carlos, depois de impulsionar a hashtag #ImpeachmentGilmarMendes, tinha sido excluído das redes por decisão do ministro do STF. Mentira. Carlos apenas desligou momentaneamente suas contas. Ao que se diz, isso aconteceu por determinação do pai, que anda incomodado com as incontinências verbais e visuais do filho. Bolsonaro não quer encrencas com o STF, o que pesou na decisão. Antes da votação do fim da prisão em segunda instância, Carlos publicou no Twitter do pai o vídeo do leão contra as hienas, entre as quais se encontrava o tribunal. Bolsonaro pediu desculpas pela grosseria e deu ordem para que a postagem fosse apagada.

Outra coisa que deve ter pesado para o silêncio temporário de Carlos é a publicação, após a soltura de Lula, de uma postagem do pai como o rosto de Thanos, nome derivado de Thanatos, deus da morte, vilão mais poderoso e cruel da Marvel. É um cara que quer exterminar metade da população mundial. É também um vilão derrotado, justamente por um herói de vermelho, o Homem de Ferro. Se Bolsonaro sabe quem é Thanos e o que ele significa deve ter dado outra dura no filho. O tuíte em questão fez parte de uma série de postagens estapafúrdias, como a do pai segurando um peixe na capa de um disco da banda Metallica ou de Olavo de Carvalho na série Power Rangers.

Há um terceiro motivo para Carlos ter saído de cena que pode parecer um contrassenso. Mas como tudo neste governo é um contrassenso, é possível que 02 tenha interrompido momentaneamente seu delírio nas redes para pensar em mudanças estratégicas nas mídias sociais do pai, que ele controla, e nas suas próprias contas, que clamam por uma revisão. Com a liberdade de Lula, o tom das postagens de Carlos tende a mudar, assim como as do pai já mudaram. Talvez o filho tenha dado um tempo na internet para entender e se adaptar ao novo cenário político. Seja como for, seu desligamento digital é um grande alento.

O Brasil ficará menos tenso e problemático, como se um bode fosse tirado da sala


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.