Esportes

O que disseram os heróis franceses após o bicampeonato mundial

A França conquistou sua segunda Copa do Mundo, neste domingo, depois de vencer a Croácia por 4 a 2 na final no Estádio Luzhniki de Moscou.

Aqui, a AFP reúne algumas das melhores declarações dos novos campeões do Mundial:

“Não sei onde estou… Estou muito feliz, foi um jogo muito difícil. Não podemos esperar para levantar a Copa e levá-la de volta para a França”, disse o atacante Antoine Griezmann, autor do segundo gol em cobrança de pênalti.

“Dormir é fácil para mim, mas não vou para a cama. Vamos comemorar isso”, disse Kylian Mbappé, que planeja festejar durante toda a noite após marcar o quarto gol da final, ganhar o prêmio de melhor jogador jovem e conquistar o troféu.

“Não é nada, é normal para nós. É uma loucura, nem estamos pensamos no que acontece na França”, disse o zagueiro Adil Rami, único jogador de linha que não entrou em campo.

“Foi um sonho, o sonho de uma criança. Estamos muito orgulhosos, como todos os franceses que estão na Champs Élysées, em Lyon, em todos os lugares. Somos campeões do mundo”, disse o meia Corentin Tolisso.

“Pensei em fazer uma cavadinha como (Zinédine) Zidane, mas no final bati de chapa”, disse Griezmann sobre considerar emular a famosa cobrança de Zizou na final contra a Itália, em 2006.

“(Levantar o troféu) foi um momento comovente. Tive minha avó, meu irmão, minha irmã, minhas duas filhas e minha esposa nas arquibancadas”, revelou o capitão Hugo Lloris depois de levantar o troféu mais sonhado do mundo do futebol.

“SIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIM, Campeões do mundo !!!!!”, disse a conta oficial do time francês no Twitter.