A semana

O papa cria novo mandamento: “não trollarás”

Crédito: Tiziana FABI / AFP

MODERNIDADE Fiéis fotografam Francisco na Praça de São Pedro: preocupação da Igreja com interações pela internet (Crédito: Tiziana FABI / AFP)

O papa Francisco frequentemente dá demonstrações de que a Igreja Católica quer se adaptar aos novos tempos e a modernidade, sobretudo nos meios tecnológicos. Durante o pronunciamento que faz anualmente na Praça São Pedro na quarta-feira de cinzas, Francisco pregou uma espécie de novo mandamento que os católicos devem seguir na quaresma: não “trollarás”. Os “trolls” da internet são pessoas descritas como praticantes de cyber-bullying, uma questão crescente na sociedade conectada ininterruptamente. Uma pesquisa da organização i-SAFE revelou que 58% das crianças já foram vítimas de xingamentos online e ao menos um terço, já foi ameaçada de alguma forma pela internet. “Vivemos em uma atmosfera poluída por violência verbal amplificada pela internet. Hoje, as pessoas se insultam tanto quanto dizem bom-dia”, disse ele a uma plateia de milhares de fiéis. Isso comprova que além da tentativa de modernizar o seu público, atingindo os jovens, a Igreja precisa, também, modernizar as suas crenças e o que condena.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

JUSTIÇA
Harvey Weinsten é condenado

TIMOTHY A. CLARY

Um dos produtores mais poderosos de Hollywood finalmente teve o encontro com a Justiça. Harvey Weinstein, acusado de assédio sexual por mais de 80 mulheres, foi condenado por estupro e pode ficar até 29 anos atrás das grades. Ele foi preso imediatamente após a decisão ser proferida em Nova York na semana passada. As primeiras denúncias ocorreram em outubro de 2017. Ele terá nova batalha judicial em Los Angeles, ainda sem data definida, onde outros casos serão processados. A pena pode ser ainda maior, incluindo prisão perpétua. Isso porque, independentemente de quando for julgado, ele já é um criminoso sexual registrado e condenado em seu país.

MEIO AMBIENTE
Navio com minério da Vale pode afundar

Divulgação

Um navio de transporte de minério corre o risco de afundar próximo ao litoral do Maranhão, há cerca de 100 quilômetros do porto de Itaqui, de onde saiu. Ele é de propriedade e operado pela empresa sul-coreana Polaris, e transporta minério da Vale. Até a quinta feira 27, essa carga não havia sido divulgada nem a quantia que vazou no mar, mas se sabe que o cargueiro tem capacidade de transportar aproximadamente 300 mil toneladas – dois pontos de vazamentos já foram confirmados pela Marinha Brasileira. O material estava destinado ao porto de Qingdao, na China. A empresa evacuou os vinte tripulantes que estavam na embarcação, por medida de segurança. Como alternativa para evitar o naufrágio, o comandante encalhou propositalmente o navio, onde ainda deve ficar por bastante tempo.

MUNDO
Encontro ativista

As duas jovens ativistas mais famosas da atualidade se encontraram na Inglaterra. A sueca Greta Thunberg esteve no país para acompanhar protestos estudantis, ela se reuniu com a paquistanesa Malala Yousafzai, que estuda na universidade de Oxford. A imagem das duas rodou o mundo, com um texto muito carinhoso de Malala, vencedora do Nobel da Paz em 2014: “Ela é a única amiga que faz com que eu não vá à aula”. Refere-se às greves estudantis impulsionadas por Greta em defesa do meio ambiente.

TRANSPORTE
Movimentação ecológica

Estudo da Kantar revelou que na próxima década o uso total de automóveis para transporte deve cair de 51% para 46%.
A empresa afirma que a maior parte das viagens serão “ecológicas” num futuro próximo. No recorte brasileiro, a cidade de São Paulo passará por uma drástica mudança nos hábitos de locomoção: a utilização de carros deve cair 28% nos próximos dez anos, enquanto a das bicicletas crescerá 47%, as caminhadas 25% e o transporte público 10%. O levantamento cita os baixos investimentos em infraestrutura decorrentes do momento econômico ruim do País como responsáveis pela desilusão dos moradores com tais veículos. Na crise, o meio ambiente vai acabar agradecendo.

AVIÃO DA FAB
Militar confessa transporte de cocaína

Divulgação

Manoel Silva Rodrigues (foto), o sargento que foi comissário de bordo no avião da FAB apreendido na Espanha com 39 quilos de cocaína na bagagem, em julho de 2019, foi condenado. A pena original era de oito anos de detenção, mas como ele cooperou com as autoridades e confessou o crime, foi reduzida para seis anos com o pagamento de uma multa de dois milhões de euros (equivalente a R$ 9,5 milhões na cotação atual). Segundo a mídia espanhola, o sargento afirmou ter cometido o crime pois não tinha um salário muito alto e estava passando por dificuldades econômicas, e que a tarefa era exclusivamente transportar a droga.

 

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea