O fugitivo

Crédito: Divulgação

TRAMANDO A FUGA Allan dos Santos contou com a ajuda do deputado Eduardo para se esconder nos EUA (Crédito: Divulgação)

A PF de Bolsonaro é uma das mais ineficientes do planeta. Basta ver como age no caso de Allan dos Santos. O blogueiro teve a prisão preventiva e a extradição para o Brasil decretadas pelo ministro Alexandre de Moraes (STF) em 21 de outubro e, até agora, não conseguiu prendê-lo nos EUA, onde se esconde. Nem mesmo o fato de o blogueiro ter sido incluído na lista da difusão vermelha da Interpol facilitou o trabalho dos federais. Ao que parece, estão interessados em garantir que ele permaneça livre para continuar a cometer seus crimes: fake News contra os adversários do presidente. Protegido pelo deputado Eduardo Bolsonaro, Allan entrou nos EUA em julho de 2020. O 03, usou a amizade com o então presidente Trump para homiziar o blogueiro em território americano.

Extradição

Proibido de continuar usando as mídias sociais para os ataques aos ministros do Supremo no exterior, Allan abriu novas contas nos EUA para manter suas ameaças. O secretário nacional de Justiça, Vicente Santini, ainda tentou atrasar o processo de extradição, mas a delegada Silvia Amélia Fonseca de Oliveira apressou-se a cumprir a ordem do STF.

Exoneração

Quando Santini quis colocar a extradição de Allan na geladeira, a delegada Silvia já havia iniciado o processo junto às autoridades americanas. A delegada acabou exonerada e o blogueiro continua solto. Além de propagar fake news, é investigado por praticar atos antidemocráticos: tentou jogar os militares contra a democracia, com a ajuda do 03.

Uma mão lava a outra

Roque de Sá

O senador Fernando Bezerra, líder do governo no Senado, está avisando os amigos que deverá ser indicado por Bolsonaro para a vaga de Raimundo Carneiro, ministro do Tribunal de Contas da União, que deve se aposentar em breve. O senador vai ser o relator da PEC dos Precatórios e o presidente conta com ele para convencer a bancada do MDB (15 senadores) a votar com o governo na aprovação da proposta.

Retrato falado

“Precisamos de um governo que proteja os mais pobres” (Crédito:Divulgação)

A economia dominou o debate realizado na sexta-feira, 12, pelo jornal “O Estado de S. Paulo” com os três candidatos a presidente que disputarão as prévias do PSDB neste domingo, 21. Em nítida vantagem no confronto, o governador João Doria apresentou a linha do seu plano de governo caso saia-se vencedor nas prévias. Defendeu a necessidade de o próximo presidente implantar políticas públicas “para a geração de empregos, proteger os mais pobres e priorizar a educação”.

Recorde de mentiras

O governo bate recordes na propagação de mentiras. Alguns dias depois de dizer na COP-26, em Glasgow, que o Basil conservaria a Amazônia para evitar que o desmatamento afetasse as mudanças climáticas, o Inpe divulgou dados estarrecedores sobre a devastação no bioma: a área desmatada na Amazônia cresceu em outubro deste ano para 877 kms2, aumentando 5% em relação ao mesmo mês do ano passado (836 kms2). A cada ano que passa, sobe o volume de árvores derrubadas e Bolsonaro não deixa de exibir sua cara de pau ao dizer que preserva o meio ambiente. Ninguém mais acredita nas suas lorotas no exterior, mas aqui ainda há os que não abriram os olhos para suas falsidades.

Toma lá dá cá

Deputada Renata Abreu, presidente nacional do Podemos (Monumentalfoto)

Qual a possibilidade de Moro abrir mão de ser cabeça de chapa?
Moro é o pré-candidato mais bem posicionado fora dos extremos, isolado na terceira colocação. Neste momento, é a melhor alternativa para o País.

Quais efeitos as anulações das condenações de Lula podem provocar à candidatura de Moro?
A população percebe que o esforço do combate à corrupção enfrenta um contra-ataque do sistema,
com o enfraquecimento das ferramentas de investigação dos criminosos do colarinho branco.

Por que o Podemos acredita que Moro é o melhor candidato da terceira via em 2022?
Está preparado para ser o próximo presidente. Carrega os princípios da Justiça e da honestidade, fundamentais para corrigir o rumo do Brasil.

Deserto

Enquanto o presidente Bolsonaro segue tentando enganar seus eleitores, a comunidade científica internacional mostra que a Amazônia está entrando em um processo irreversível de desertificação. Pelo menos 17% da floresta já foram destruídos e outros 17% são compostos por áreas em fase de degradação.

Barrado no baile

O deputado Fausto Pinato (PP-SP) foi barrado na entrada do evento que marcou a filiação do ex-juiz Sergio Moro ao Podemos. O parlamentar foi informado de que seu nome estaria na lista dos convidados, mas ao chegar à cerimônia foi impedido de entrar. Já o deputado Luiz Miranda (DEM-DF) entrou numa boa e aplaudiu o discurso do ex-magistrado.

Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Troca-troca

Até março, quando se abre a janela para que os parlamentares possam trocar de partido, muita gente vai mudar de posição. Haverá uma debandada do PSL para o PP e PL, enquanto muitos deputados que estão em partidos governistas deverão entrar em legendas que ficarão na oposição em 2022, como o Podemos e o União Brasil: Moro será o chamariz.

Racha no PL

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Enquanto Bolsonaro adiou a festa para ingressar no PL, muita gente se prepara para sair da legenda de Valdemar da Costa Neto. Um deles é o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara. Como Bolsonaro atribuiu a ele a tentativa de aumentar o fundo eleitoral, isentando-se de culpa, Ramos não subirá no mesmo palanque do capitão nem por decreto.

Rápidas

* Se Bolsonaro fechar com o PL, muitos dos seus ministros devem segui-lo, como Onyx e Tereza Cristina. Outros, como Tarcísio, pensam em fazer o mesmo com o objetivo de se candidatar ao governo de São Paulo, mas o PL quer se acertar com o tucano Rodrigo Garcia.

* No Rio de Janeiro, a ida de Bolsonaro para o PL afastaria o governador Cláudio Castro da sonhada aliança com Eduardo Paes (PSD). Afinal, o prefeito já avisou que não sobe no palanque de Bolsonaro de jeito nenhum.

* Tuca e Felipe são os assessores de Lira encarregados de coordenar as emendas de relator. Eles elaboram as planilhas com as demandas dos deputados a serem encaminhadas ao presidente da Câmara. Têm sido muito assediados.

* Desde o último dia 24, a Câmara dos Deputados exige comprovante de vacinação para quem entra nas dependências da Casa. Muitos negacionistas têm batido com a cara na porta por não terem a carteirinha em mãos.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.