Farol ISTOÉ

O espantoso sucesso do Tiktok

Crédito: Reprodução

A plataforma de criação e compartilhamento de microvídeos Tiktok, desenvolvida na China, está entre os cinco aplicativos mais baixados mundo no ano passado e deve repetir a dose neste ano. Atingiu a marca de 500 milhões de usuários ativos mensais e, em 2018, foi mais baixado nos Estados Unidos do que o Facebook, o Instagram e o YouTube.

Na China, onde se chama Douyin, é uma febre juvenil. Ele vem ganhando popularidade no Brasil por intermédio de sua própria plataforma, mas também com repostagens no Stories do Instagram e no Twitter, onde seus vídeos curtos multiplicam seu alcance. Normalmente são dublagens musicais, confissões adolescentes, pequenas peças de humor e desafios. A empresa que explora o Tiktok, a Byte Dance, montou um escritório no País e busca negócios com anunciantes e grupos de mídia.

Veja também

+ Cartucho de videogame do Super Mario Bros. é leiloado por US$ 114 mil e quebra recorde
+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Tópicos

febre sucesso tiktok