Esportes

O egípcio Amr Warda, acusado de assédio sexual, é expulso da seleção

O meia egípcio Amr Warda foi expulso de sua seleção, que disputa a Copa Africana de Nações (CAN), devido às acusações de assédio sexual reveladas recentemente contra ele, anunciou nesta quarta-feira a federação egípcia de futebol.

“Amr Warda foi excluído da seleção nacional após ter conversado com as instâncias técnicas e administrativas da equipe”, explicou a federação em comunicado. A decisão foi tomada “para manter a disciplina e a concentração da equipe”, continuou.

Emprestado nos últimos seis meses ao Atromitos grego, o jogador de 25 anos é acusado por várias mulheres de assédio pela internet, que mostraram capturas de telas com supostos comentários obscenos de Warda.

No ano passado, Warda, que pertence ao PAOK grego, teve o empréstimo ao clube português Feirense encerrado devido à acusação de assédio sexual às mulheres de dois companheiros de equipe.

Anfitrião da CAN, o Egito derrotou na sexta-feira o Zimbábue por 1 a 0. Warda entrou em campo nos últimos 20 minutos da partida.

ff/lp/smr/am

Tópicos

2019 Africa Copa EGY fbl