Comportamento

O avião das Arábias

Depois de dois anos de reformas, o Boeing 747 do xeique do Catar vira uma das aeronaves mais luxuosas do mundo e é colocada à venda por US$ 500 milhões

Crédito: Divulgação
FANTASIA Boeing 747 está exposto em Zurique: dois andares, sala de
reunião de negócios para 24 pessoas e suíte conversível em UTI (Crédito:Divulgação)

Poucos lugares podem ser tão apropriados para a experiência do luxo quanto Zurique, na Suíça, a cidade mais cara do mundo. Talvez seja por isso que a família real do Catar a escolheu para colocar à venda o seu avião, um Boeing 747. O jato é o objeto que traduz com fidelidade o conceito de ostentação da aristocracia árabe e custa a exorbitante quantia de US$ 500 milhões (R$ 2,6 bilhões). Mas ele não voa apenas. Está equipado com todo o conforto possível para os seus 89 passageiros e 14 tripulantes. Com somente 1.069 horas de voo, e todas as inspeções absolutamente em dia, o Boeing é uma jóia rara que transformou-se em um empreendimento de alto valor. A missão de vendê-lo é da empresa suíça Amac Aerospace, em cujo hangar está estacionado desde junho.

Inicialmente o modelo foi projetado para atender a 400 pessoas na aviação comercial. Porém, depois de mais de dois anos em reformas, a aeronave alcançou o padrão de exigência do xeique Hamad bin Jassim bin Jaber Al Thani. O lounge de entrada inspira o luxo palaciano com o qual as majestades estão acostumadas. O avião é dividido em diversos ambientes privativos: escritório para quatro pessoas, sala de reunião com capacidade para 24 convidados e nove cozinhas. Os tons sóbrios nos móveis sugerem modernidade e o cuidado arquitetônico faz o passageiro se sentir em um hotel sofisticado. A alta tecnologia aparece no projeto de iluminação e num integrado sistema de entretenimento, com 11 televisões de 32 a 55 polegadas. O cuidado com a família real fica mais evidente na suíte máster, que pode ser transformada em UTI médica.

Frota nababesca

Esse é o terceiro avião do qual o xeique real pretende se desfazer. Em 2010, um Boeing foi vendido para um comprador do Marrocos. Um segundo avião colocado à venda, em 2018, acabou sendo doado para o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan. A família real do Catar ainda tem dois 747 que atendem ao mesmo padrão de luxo, além de outros três Airbus. Trata-se, possivelmente da frota mais luxuosa do mundo. E, por US$ 500 milhões, um deles pode ser seu.

 

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Honda apresenta a Rebel CMX1100 para bater de frente com a Harley-Davidson
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel