Economia

NY e Petrobras ajudam a conter queda mais forte do Ibovespa após 4 altas seguidas

Apesar da alta – mesmo que moderada – das bolsas norte-americanas, o Ibovespa cai. Porém, tenta defender o nível dos 110 mil pontos da abertura. No geral, os sinais lá e aqui reforçam certa cautela antes da divulgação da ata do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), à tarde.

“Diria que expectativa é a palavra que define hoje, o mercado está esperando a ata, para saber qual será a direção do Fed, diante de a maior pressão inflacionária nos Estados Unidos dos últimos 40 anos”, avalia Rafael Germano, especialista em renda variável da Blue3.


Além disso, conforme Werner Roger, CIO da Trígono Capital, as condições econômicas da China também tende a ditar o rumo do Ibovespa, principalmente em meio a indícios de que o governo continuará adotando medidas para estimular a economia. Outro ponto, cita, a expectativa de reabertura de algumas cidades após restrição para conter a covid, o que é esperado para o começo de junho. “O mercado faz essa conexão Brasil/china. O estrangeiro vê o Brasil como um país de commodities”, diz.

Apesar de dúvidas relacionadas a como será o perfil do novo comando da Petrobras após a demissão de José Mauro Coelho, as ações da estatal sobem, em recuperação, ainda seguindo a alta do petróleo no exterior.

Conforme Germano, a despeito da questão política envolvendo a estatal, o desempenho das ações indica que o assunto atingiu o mercado, mas não o “penalizou.” Em sua visão, a questão estrutural da empresa e a tendência de alta do petróleo favorecem as ações da companhia.

Hoje, acontece a reunião do Conselho de Administração da Petrobras, que pode convocar a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para eleição de uma nova formação. Segundo fontes próximas ao assunto, é possível que a assembleia não seja convocada imediatamente, apesar da disposição dos membros ligados ao governo, mas outros entrevistados dão como certa a convocação, já que o governo tem pressa e a maioria das cadeiras do Conselho.

Conforme avalia em relatório a Moody’s, a substituição de Coelho por Caio Paes de Andrade (nome ligado a Guedes) no comando da Petrobras é negativa para o crédito da companhia. Isso porque mostra o risco de interferência do governo na governança corporativa da estatal.

A despeito da valorização do minério de ferro na China, em meio a sinais de medidas de estímulo ao gigante asiático, as ações ligadas ao setor metálico cedem.

Outro foco de atenção é a votação do projeto que limita o ICMS em 17% sobre energia elétrica e combustíveis, que ficou para hoje.

Apesar da alta em Nova York, Rachel de Sá, chefe de economia da Rico Investimentos, pondera que o cenário de cautela segue acompanhando investidores ao redor do mundo. Em sua análise, mesmo com mercado de trabalho e outros sinais ainda bem fortes nos Estados Unidos, outros dados de atividade reforçam preocupações de que a maior economia do mundo pode enfrentar uma forte desaceleração do crescimento adiante.

Às 11h14, o Ibovespa cedia 0,03%, aos 110.549,59 pontos, ante mínima diária a 109.699,18 pontos.





Tópicos

bovespa