Mundo

Número de mortos por coronavírus na China sobe para 25

ROMA, 23 JAN (ANSA) – Subiu para 25 o número de mortes provocadas pelo coronavírus 2019-nCoV na China, que nesta quinta-feira (23) determinou o isolamento de outra cidade, Huanggang, a 75 quilômetros de Wuhan, epicentro do surto.   

O novo balanço foi divulgado pelas autoridades locais, segundo a rede Sky News, e também contabiliza 616 pessoas contaminadas. O coronavírus é uma família viral que causa desde infecções leves, como um resfriado, até problemas mais graves que podem provocar a morte do paciente.   

O 2019-nCoV é similar ao vírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), que matou quase 800 pessoas no início do milênio, e causa febre, tosse e dificuldade respiratória. Há registros de casos suspeitos em países como Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, sempre envolvendo indivíduos que estiveram em Wuhan recentemente.   

A suspeita é de que o coronavírus tenha sido transmitido a seres humanos em um mercado de frutos do mar na cidade, que tem 11 milhões de habitantes e é um importante polo industrial da China. Segundo uma análise genética publicada por pesquisadores das universidades de Pequim e Guangxi no “Journal of Medical Virology”, o 2019-nCoV é uma mistura de coronavírus provenientes de morcegos e serpentes.   

Em mercados de frutos do mar na China, é comum que peixes e outros produtos sejam vendidos ao lado de animais selvagens vivos e mortos. O 2019-nCoV teria sido transmitido ao ser humano por serpentes selvagens contaminadas por morcegos.   

“Os resultados de nossa análise sugerem pela primeira vez que a serpente é o mais provável animal selvagem reservatório do vírus 2019-nCoV”, diz o estudo, que é assinado pelos pesquisadores Wei Ji, Wei Wang, Xiaofang Zhao, Junjie Zai e Xingguang Li.   

As autoridades chinesas proibiram a venda de animais vivos nos mercados de Wuhan, cidade que foi colocada em uma espécie de “quarentena” para evitar a disseminação do vírus. Além do bloqueio de voos e trens com destino à metrópole, serviços de transporte público foram limitados.   

Medidas semelhantes também foram tomadas em Huanggang, que tem 7 milhões de habitantes e fica 75 quilômetros a leste de Wuhan.   

(ANSA)