Novo teste para Covid-19 pode mudar o cenário das viagens aéreas

Crédito: Divulgação

(Crédito: Divulgação)

Não foi à toa que as ações das companhias aéreas saltaram nesta última sexta-feira. A empresa norte-americana Abbott Laboratories divulgou na semana passada um novo teste para o coronavírus que mostra resultados em apenas 15 minutos, inclusive já recebeu a autorização de uso da FDA.

É claro que os EUA já fecharam um acordo que garantiu ao país 150 milhões de unidades que serão comercializadas por 5 dólares cada um. Os testes devem começar a ser disponibilizados já no mês de setembro. Considerando que o país registrou um número de 60 milhões de viajantes na pré-pandemia, a aquisição dos americanos parece cobrir um bom número para um retorno das viagens aéreas.

Divulgação

O novo teste é muito parecido com o PCR tradicional e envolve um swab nasal que segundo a Abbott, tem precisão de 97,1% em caso de resultado positivo e 98,5% em caso negativo. A empresa também lançou um aplicativo que é sincronizado com o teste e para os casos negativos, o app fornece um “passe digital de saúde”, que poderia ser utilizado para a entrada dos viajantes nos países.

Enquanto a vacina não chega, esta seria realmente uma saída muito otimista para a indústria de viagens, pois embora não haja testes rápidos suficientes para torná-los amplamente acessíveis a todas as cias aéreas e aeroportos, o setor de turismo já respira ao saber que existe uma opção de teste mais prontamente disponível, confiável, barato, rápido e está se tornando uma realidade. Lembrando que a Abbott Laboratories está presente em mais de 150 países no mundo e pretende produzir 50 milhões de testes por mês.

Assista abaixo o vídeo divulgado pelo laboratório:

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.