Esportes

Novo reforço do Fenerbahce, Ozil tem grande amizade com Erdogan, presidente da Tuquia

Polêmico político causou polêmica que resultou na aposentadoria do meia da Seleção Alemã e é padrinho de casamento do jogador

Novo reforço do Fenerbahce, Ozil tem grande amizade com Erdogan, presidente da Tuquia

O meia Mesut Ozil deixou inúmeros meses de inatividade no banco do Arsenal para um novo desafio. O alemão acertou sua ida para o Fenerbahce, um dos maiores clubes da Turquia, assumindo a responsabilidade de recolocar o clube no topo do campeonato novamente. Mas este não será o primeiro laço entre o atleta e o país, muito pelo contrário.

Mesut Ozil é um grande amigo de Recep Tayyip Erdogan, presidente do país e uma das figuras mais polêmicas da política mundial. O relacionamento próximo entre os dois já, inclusive, ocasionou uma das grandes polêmicas na carreira do jogador.

Em 2018, Ozil posou para uma foto ao lado do presidente e foi amplamente criticado em todas as esferas possíveis, especialmente na Alemanha. O episódio acabou gerando insultos racistas ao meia, que se irritou com a situação e, decepcionado, decidiu se aposentar da seleção alemã na ocasião.

Confira a classificação do Campeonato Inglês


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Um ano depois, o presidente turco acabou sendo padrinho de casamento do meia, que se casou em Istambul, capital do país, com a bênção de Erdogan. Agora, segundo a agência “DHA”, Ozil escolheu uma casa para morar próximo ao amigo, em Istambul.

Apresentado pelo Fenerbahce nesta segunda-feira, Ozil fechou contrato por três anos e meio com o clube turco, que já teve grandes nomes brasileiros como Alex e Roberto Carlos, além do treinador Zico.

Quem é Erdogan?

No poder da Turquia há 18 anos, Recep Tayyip Erdogan é um dos mais polêmicos e criticados políticos do mundo. Depois de exercer a função de primeiro ministro entre 2003 à 2014, o presidente estingiu o cargo que ocupou anteriormente em 2017 e é considerado o presidente mais poderoso da história do país.

Líder do partido islamista AKP (Partido da Justiça e do Desenvolvimento), Erdogan tornou-se o único responsável pela nomeação e demissão do primeiro escalão do poder no país, podendo definir a permanência de ministros e juízes, por exemplo.

v

Reeleito em 2018, o presidente alterou a constituição do país e aumentou o mandato para cinco anos com a possibilidade de uma nova reeleição para o cargo, em 2023. Além disso, Erdogan é conhecido por perseguir opositores e jornalistas.

*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães.

Veja também

+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021
+ As 20 motos mais vendidas no Brasil em fevereiro
+ Receita fácil de Cuscuz Nordestino Temperado perfeito
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica