Esportes

Novo protocolo da Conmebol ajuda Fla a relacionar Bruno Henrique e mais seis em jogo desta quarta

Entidade segue sugestão da CBF e permite aos clubes escalarem atletas com testes positivos para Covid-19 desde que tenham ficado pelo menos 10 dias isolados

Novo protocolo da Conmebol ajuda Fla a relacionar Bruno Henrique e mais seis em jogo desta quarta

Bruno Henrique e mais 6 jogadores do Flamengo poderão ser relacionados para o jogo desta noite (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Uma mudança no protocolo médico da Conmebol para a Libertadores ajudou o Flamengo, que relacionou Bruno Henrique, Diego Ribas, Filipe Luís, Isla, Matheuzinho, Vitinho e Michael, que tiveram Covid-19, para o jogo desta noite contra o Independiente Del Valle, no Maracanã, às 21h30, pelo Grupo 1 da competição continental. As informações são do colunista Marcel Rizzo, do “Uol”.

A entidade seguiu a sugestão da CBF e o novo protocolo permite aos clubes escalarem jogadores com testes positivos para Covid-19 desde que tenham ficado pelo menos dez dias isolados desde o primeiro diagnóstico. A mudança foi validada após o surto da doença em clubes como Boca Juniors e River Plate.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já tem aderido tal medida desde o dia 12 de agosto. O primeiro clube a ser liberado a atuar desta maneira foi o Atlético-GO. No duelo contra o Flamengo, quatro atletas do Dragão foram liberados pela entidade.

Segundo o chefe do departamento médico da CBF, Jorge Pagura, na época, a CBF estava seguindo recomendação do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos, publicada em 22 julho, e que já era aceita pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

– Essa norma diz que, depois do primeiro teste positivo de PCR, o isolamento de dez dias é suficiente para liberar o paciente – afirmou Pagura, que também faz parte do comitê médico da Conmebol.

Sendo assim, o CDC norte-americano segue estudos que comprovam que após 10 dias do primeiro diagnóstico positivo por PCR, um indivíduo assintomático não transmite mais a Covid-19. Vale destacar que o paciente não pode apresentar sintomas como febre, coriza ou dor de garganta.

A princípio, o primeiro protocolo da Conmebol proibia que qualquer jogador positivado entrasse em campo, porém ela decidiu mudar após a CBF apresentar seu protocolo e mostrar que até aquele momento não havia tido problemas com ele. Então, a entidade sul-americana alterou o seu guia médico e publicou o novo documento no dia 8 de setembro, uma semana antes da Libertadores retornar.

A alteração encontra-se nas “Recomendações” da página 19, no terceiro parágrafo do primeiro ponto. Nela, aparece que “em pessoas assintomáticas, o isolamento e outras precauções podem cessar dez dias depois da data da primeira prova PCR para a Covid-19”. Sobre as viagens, o documento explica que a decisão das autoridades de saúde dos países prevalecerão.

Por fim, o Boca Juniors já usou essa mudança a seu favor na partida contra o Libertad, na primeira rodada após a volta da competição, em Assunção. A equipe paraguaia fez uma reclamação formal, mas a entidade sul-americana teve a liberação do Ministério da Saúde paraguaio para os atletas entrarem no país e jogarem normalmente.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Raro fenômeno da lua azul ocorrerá durante o Halloween, saiba o significado

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago