Brasil

Novo presidente do BNDES já foi condenado por arrombar portões de condomínio

Crédito: Divulgação / Ministério da Economia

QUEBRA DE SIGILO O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, divulgou dados de forma indevida sobre negócios legais do banco (Crédito: Divulgação / Ministério da Economia)

Gustavo Montezano, novo presidente do  Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), foi condenado pela Justiça por ter arrombado em 2015 dois portões de seu edifício. Segundo a Folha de S. Paulo, o economista queria continuar sua festa de aniversário, que teve início em outro local, e entrar no condomínio com cerca de 30 convidados.

Na sentença, o juiz Guilherme Ferreira da Cruz, disse que as imagens de segurança do local mostram um “comportamento incivil”, parecido com “um arrastão”.  Em sua defesa, ele negou que era uma festa e disse que se tratava só de uma reunião.

O processo foi encerrado em junho de 2018 após um acordo. Montezano teve de pagar R$ 28 mil, equivalente a um mês de aluguel no condomínio em que mora.

Um dos convidados da festa era o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.

Em nota, o Ministério da Economia diz que o processo de Gustavo Montezano já foi encerrado e teve os débitos quitados.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?