Saúde da mulher

Novo modelo de calcinha absorvente facilita a troca sem necessidade de retirar toda a peça

Crédito: Divulgação/Inciclo

As mulheres estão em constante busca por praticidade e inovação, e nos períodos menstruais isso não é diferente. As calcinhas absorventes são um dos métodos queridinhos das mulheres modernas, que querem se sentir mais confortáveis nesse período e se importam com o impacto ambiental. Agora, para melhorar ainda mais a experiência feminina, um novo modelo possibilita a troca sem a retirada completa da peça, facilitando o dia a dia de quem precisa cuidar da saúde íntima fora de casa.


+ DIU: ginecologista esclarece as principais dúvidas e auxilia a identificar a melhor opção desse método contraceptivo

+ Sexo durante a menstruação pode facilitar o orgasmo e aliviar a cólica

A nova coleção de lingerie Todas as Formas, da Inciclo, destaca o modelo Pioneira, o primeiro no país desenvolvido para facilitar a troca durante o dia. Com botões, a parte absorvente da calcinha pode ser removida e substituída sem necessidade de trocar todo o item.

Inciclo calcinha Pioneira — R$ 189,00 (Crédito:Divulgação/Inciclo)

“As calcinhas são uma excelente alternativa para se usar durante a menstruação. Por serem feitas de tecidos respiráveis com tratamento antimicrobiano, deixam a vulva arejada e previne infecções. É uma maneira simples de trazer mais saúde para o dia a dia das mulheres”, ressalta Mariana Betioli, CEO da Inciclo.

Segundo a marca, o tecido tecnológico exclusivo é o único no país totalmente livre de plástico e, além de impedir vazamentos, favorece a respiração da pele, evitando desconfortos e a proliferação de bactérias. 

Todas as Formas

A coleção Todas as Formas conta com sete modelos para todos os corpos, com variação de grade dos tamanhos PP ao XXGG. Outra novidade é o modelo teen Revelação, pensado para levar praticidade e conforto a meninas em seus primeiros ciclos. Os modelos Conquista (clássico), Descoberta (básico), Entrega (hot pant), Amor (renda) e Encontro (animal print) completam a coleção. 

Com tecnologia biodegradável, as novas calcinhas absorventes se decompõe totalmente em até 3 anos após o descarte correto, enquanto absorventes descartáveis demoram cerca de 400 anos para se decompor, segundo o Instituto Akatu.