Google divulga primeiros detalhes do Android P

Estátua do Android no Google; Android P será nova versão
Android tem nova versão (Crédito:Wikimedia Commons)

O Google divulgou nesta semana os primeiros detalhes do Android P, nova versão do Android que deve chegar ao mercado ainda este ano. Uma versão de testes do novo sistema foi liberada para desenvolvedores e traz algumas novidades em relação ao Android 8 Oreo, versão mais recente do Android. Não há nenhum recurso novo que seja realmente revolucionário e a maioria das novidades são aperfeiçoamentos de recursos já existentes no Android 8 Oreo. Vamos a alguns destaques da nova versão Android P.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

— Alguns diálogos de falhas do sistema e notificações foram removidos no Android P. É uma tentativa de incomodar menos o usuário com mensagens pouco relevantes. A nova versão também facilita o bloqueio de notificações, que agora pode ser feito com um só toque na tela.

Asus Zenfone 5; Android P terá suporte para entalhe
Asus Zenfone 5 tem “entalhe” no alto da tela (Crédito:Divulgação)

— Suporte para smartpones com “entalhes” na tela. Esse entalhe apareceu primeiro no iPhone X, mas já está em alguns modelos com Android, como o Asus Zenfone 5. O suporte deve permtir que apps sejam adaptados para essas telas.

— Na área de segurança, haverá uma interface mais padronizada para autenticação da impressão digital do usuário.

Um post do Google (em inglês) traz mais detalhes técnicos sobre a nova versão. Ainda não há data para que o Android P seja lançado para o público em geral. Normalmente o Android é atualizado a cada fim de ano, por volta do mês de outubro.

Fragmentação do Android ainda é problema

Cada anúncio de uma nova versão do Android traz também uma certa frustração de muitos usuários. Afinal, as versões mais recentes do sistema acabam não chegando à maioria dos aparelhos. Atualmente, apenas 0,3% dos aparelhos com Android têm a versão mais recente (8.1), de acordo com dados do Android Dashboard. A versão mais popular ainda é a 6 (Marshmallow), lançada em 2015. Ela está em 28,1% dos smartphones com Android.

Isso ocorre porque, quando uma nova versão do Android é lançada, cabe a cada fabricante adaptá-la para seus aparelhos. E isso leva tempo e custa dinheiro. Por isso, a maioria dos smartphones acaba nunca recebendo uma versão mais atualizada, mesmo quando a configuração do aparelho está preparada para uma atualização.

Veja também

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Após cogitar ficar longe da TV, Edu Guedes estreia na Band e ‘rouba’ horario de Mariana Godoy

+ Uma moto 0km, desde 1977 na caixa, vai a leilão e valor pode chegar a mais de R$ 190mil

+ Kit transforma BMW R nineT em réplica de moto dos anos 1930

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.