Edição nº2539 17/08 Ver edições anteriores

Noites de insônia

Rodrigo FéLix Leal/Futura Press

Purgatório dos réus “desprivilegiados” da Lava Jato, o TRF 4 decidiu apreciar, na primeira semana de maio, o recurso do Ministério Público Federal contra a absolvição de Claudia Cruz, mulher de Eduardo Cunha, dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Sua assinatura está nas contas na Suíça onde o maridão depositou dinheiro de origem suspeita. A ex-primeira-dama da Câmara dos Deputados está, compreensivelmente, preocupada: nos cinco julgamentos de casos semelhantes ao dela, analisados até hoje pelo tribunal, a absolvição concedida pelo Juiz Sergio Moro foi transformada em condenação.

Lava Jato 2
Aliás…

… por falar na jornalista, pessoas próximas revelam sua disposição em voltar ao batente, profissão que exercia antes de se casar com o ex-deputado. As sondagens feitas no mercado até agora não surtiram nenhum efeito.

Energia
Sob o sol

Em 2017, o Brasil ocupou lugar de destaque no mercado eólico mundial: 3,8% da potência instalada. Bom, se considerarmos que esse tipo de energia chegou faz pouco tempo. Porém, há muito a avançar. De acordo com estudo recém-concluído da consultoria global FTI, a China representa 36,7% do mercado, EUA, 13,1%, Alemanha 12,3% – apenas citando países na casa dos dois dígitos percentuais. América Latina terá 67 mil MW em 2017.

Comércio bilateral
Última forma

As negociações entre Brasília e Washington nesse momento apontam para a liberação da exportação do aço brasileiro para os Estados Unidos no volume médio dos últimos três anos, aplicado sobre o resultado redução de 30%. A diplomacia brasileira tenta eliminar essa taxa – ou trazê-la para a casa de um dígito.

Ministério Público
Novo confronto

A batalha Lula versus procuradores da República na Lava Jato terá novos rounds na terça-feira 24, quando o Conselho Nacional do Ministério Público se reunirá em Brasília. O colegiado analisará mais duas queixas da defesa do ex-presidente. Uma delas é para o órgão determinar aos procuradores Júlio Noronha, Roberto Pozzobon, Jerusa Viecili e Atahayde Costa que não façam comentários depreciativos sobre Lula ou a sua família. Outra, que os dois primeiros membro do MPF, mais Deltan Dallagnol, não utilizem a estrutura para manifestar posições políticas. Até aqui as queixas ao CNMP não resultaram em punições.

Esquerda
Hora da verdade

Divulgação

A manifestação conjunta que as centrais sindicais programam para 1º de maio, em Curitiba, vai servir de termômetro sobre até que ponto a prisão de Lula une a esquerda. O quadro de mobilização tem sido abaixo do imaginado, para os lados pró e contra a decisão do juiz Sergio Moro.

Bebidas
Longa caminhada

No ano passado, a produção de cerveja artesanal cresceu 20% no Brasil. Apesar disso, a associação que reúne os fabricantes do ramo (Abracerva) diz que há um longo caminho a percorrer, já que o volume hoje corresponde a 3% do mercado – e 1,5% em receita.

Educação
Putz!

O levantamento acaba de ser feito pelo Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCEMG) . No estado, no ano passado, 582 dos 835 municípios não cumpriam o piso dos professores na rede pública. Não à toa, a evasão do magistério em solo mineiro é grande.

São Paulo
Deu rolo

Divulgação

Paulo Vieira de Souza, vulgo Paulo Preto, o temido (e atualmente preso) operador de propinas do PSDB de São Paulo, conseguiu da estatal Dersa, onde mantinha seu esquema de corrupção, documentos internos aos quais não mais poderia ter acesso – menos ainda na condição de investigado. A gentileza complicou a vida do atual presidente da empresa, Pedro da Silva, que, agora, será intimado a dar explicações.

Agricultura
Avanço perigoso

O comércio ilegal de defensivos agrícolas já abocanhou 20% desse mercado no Brasil. Contrabandistas que trazem da China agrotóxicos fora dos padrões técnicos estão faturando R$ 6 bilhões por ano. Os maiores consumidores do veneno são produtores rurais de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Lazer
Costa e interior

Fabricante de iates de 40 a 100 pés, no valor de R$ 3 milhões a R$ 45 milhões, a filial brasileira da global Azimut Yachts decidiu focar num segmento em paralelo. Com o seu novo modelo de 74 pés, de 22,5m, também mira o mercado de águas doces, que abrange os extensos rios da Amazônia e do Pará, os grandes lagos do Mato Grosso e Brasília e as represas de Furnas (MG), entre outros lugares. “O nosso ramo sentiu a crise diferente. O sol sempre bateu lá cima. Mas o PIB volta a crescer e o agronegócio gera fortunas. Então, costa e interior nos animam” diz David Breviglieri, CEO da empresa. Ele estima vender 40 unidades em 2018, exportando metade. Como todo empresário defende melhor infra-estrutura (náutica) e menos impostos no País.

Hospitais
Contra fura-fila

O Senado acaba de aprovar projeto que obriga os hospitais públicos dos três níveis da federação a colocarem em seus portais na internet relação com os nomes dos pacientes e as datas marcadas para as cirurgias eletivas, tipo meniscos, hérnias etc. Caberá a Michel Temer sancionar a proposta, se a Câmara dos Deputados validar a iniciativa nas próximas semanas.

Trabalho
Morte no mar

Uma ação inédita deu entrada na 5ª Vara do Trabalho de São Luis (MA). Trata-se de pedido de indenização por dano material e moral feito pela família de um marinheiro ucraniano, a serviço de navio de bandeira grega e que morreu logo após o “Frio Dolphin” atracar no Porto de Itaqui. Os três países poderiam ser acionados, segundo o advogado Leonardo Amarante, mas caberá a nossa justiça decidir se houve desrespeito à dignidade humana e falta de cuidado a bordo, à luz do direito nacional e internacional.

Medicina
Dois órgãos

Será de rim o xenotransplante pioneiro no mundo que se pretende realizar no Brasil. Um descuido da fonte fez a Coluna, na última edição, destacar que o procedimento seria com o fígado. Para esse órgão já existem estudos na China e nos EUA. Aqui, as pesquisas coordenadas pelo professor Silvano Raia são realizadas pela professora Mayana Zatz e sua equipe da USP.

Esportes
Gol contra

O Flamengo corre o risco de sofrer punições mais severas da Conmebol, por ter feito treino aberto na terça-feira 17, no Maracanã, véspera do jogo contra o Santa Fé, pela Libertadores. A Unidade Disciplinar da entidade avalia se ao abrir os portões da arena para cerca de 50 mil rubro-negros o clube não desrespeitou sanção aplicada em dezembro, justo por sua torcida promover atos de selvageria na porta do estádio, no dia da final da Copa Sul-Americana. À época a multa ao Flamengo foi de R$ 1 milhão. Agora pode subir.

Bancos públicos
Operação apaga

Divulgação

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza, não volta os olhos só para a habitação, setor em que pretende investir R$ 82 bilhões em 2018, para financiar imóveis. No fim de semana mostrou ser obsessivo em economia. Na volta de um evento social, ao passar diante da sede do banco, viu três andares com luzes acesas. Retornou, se apresentou aos seguranças e só não seguiu adiante porque o prédio ficou às escuras.

Empresas
Mais de um Século

Como parte das comemorações de seus 115 anos, a Souza Cruz lançará edição comemorativa da “Revista Souza Cruz” nesta terça-feira, 24, no Museu de Arte di Rio. Noite de festa com Pretinho da Serrinha, Teresa Cristina e Mosquito no palco. A publicação original circulou entre 1916 e 1935, abrangendo comportamento, moda e cultura. Tinha entre os colaboradores Manuel Bandeira, Augusto dos Anjos, Machado de Assis e Olavo Bilac. A edição de 2018 traz nova roupagem e destaca a pluralidade cultural e social do País e a valorização das diferenças. Para ler na íntegra acesse revistasouzacruz.com.br.

Tópicos

Ricardo Boechat

Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.