Brasil

No Recife, Justiça autoriza redução do tempo de horário eleitoral

O juiz coordenador da Comissão de Fiscalização da Propaganda Eleitoral do Recife, Clicério Bezerra e Silva, autorizou a redução pela metade do tempo de propaganda no segundo turno dos candidatos à disputa da prefeitura da cidade, Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT).

Em vez dos dez minutos, cada um dos candidatos terá cinco minutos de programa, duas vezes ao dia. Segundo as assessorias de comunicação de ambas as campanhas, a solicitação teve como motivo o alto custo de produção do material.

O programa eleitoral será exibido a partir de segunda-feira, 10, na televisão das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. No rádio, os horários dos programas partidários são das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10.

Entre a população, as opiniões são divergentes. A dona de casa Joana Farias, de 37 anos, não gostou. “Eu acho o guia eleitoral importante porque podemos conhecer mais sobre as propostas dos candidatos e também a experiência de cada um”, destacou. Já o motorista Eliseu Juvenal, de 34, gostou da medida. “Eu acho essa propaganda eleitoral muito ruim e gostei dessa notícia de que vai ser mais curta. Para mim, aliás, não faz a mínima falta”, comentou.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Carla Perez fala sobre vida nos EUA: “Aqui é vida normal”
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel